Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
24 de Março de 2014

"Para ser grande, sê inteiro: Nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive." Fernando Pessoa

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

MÚSICA BARROCA (1600-1750)

O Barroco é um período musicalmente muito rico, e assim sendo, oferece-nos sob variadíssimas formas um musicais um conjunto de obras memoráveis. Porque ao escutarmos aprendemos, vamos então colocar aqui umas tantas faixas, para que desta forma, possas alargar os teus horizontes culturais na música.

Boa audição! :) Lado A

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Concerto_ Pulchra Es http://videos.sapo.pt/wNkpKdOwIscGzlZiuMg4

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Antiphona Et Psalmus 3_ Laetatus http://videos.sapo.pt/1YVBwkZ5r2UPjVF5uBN0

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Concerto_ Duo Seraphim http://videos.sapo.pt/VmJ1YoZoG4Q8icWtoAjA

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Antiphona Et Psalmus 4_ Nisi Domi http://videos.sapo.pt/CLELZMdCfa04SGEJIqpE

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Concerto_ Audi Coelum http://videos.sapo.pt/WpNLkEQd0rAprVLlOuMv

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Antiphona Et Psalmus 5_ Lauda Jer http://videos.sapo.pt/3SUMZEwMyaEuBEIMRB3V

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Sonata Sopra Sancta Maria http://videos.sapo.pt/0zojJJItdWeuZEuLoTzl

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Hymnus_ Ave Maris Stella http://videos.sapo.pt/R9G1IozVBeUGRcDaY8m8

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Antiphona Ad Magnificat Et Magnif http://videos.sapo.pt/rPTKlRvHDt02KZO5zqAR

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Obertura (1º and.) http://videos.sapo.pt/SVIgagoQSivUl1jLNZr9

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Adagio e staccato (2º and.) http://videos.sapo.pt/Seu4vvZ1z8EZNyIbZVZ2

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/2ZtgWGsCYg3als3KT4kD

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Andante (4º and.) http://videos.sapo.pt/PWEp2SeRMapJoqImTZOv

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Allegro (5º and.) http://videos.sapo.pt/oDUz1KHZ2A3dAsNuQgN2

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- A tempo di minuetto (1º and.) http://videos.sapo.pt/KOdYmrTNIapzaZ9zFTDv

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Air (2º and.) http://videos.sapo.pt/r52CeHLuzrVwHWNTR8v7

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Menuett (3º and.) http://videos.sapo.pt/JFUtcWZmtasjBA8qURE1

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Bourrée (4º and.) http://videos.sapo.pt/ZdYkftzqUtBLE9Tg46Er

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Hornpipee (5º and.) http://videos.sapo.pt/zrb96vs5VzzZZAUvjjLd

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Allegro moderato (6º and.) http://videos.sapo.pt/MrwYrMSMKiZkjpjs53tz

Handel - Música acuática, Suite No. 2 en Re - andante (1º and.) http://videos.sapo.pt/7FAy20MYZwBUnVMVbINN

Handel - Música acuática, Suite No. 2 en Re - Allegro- Alla Hornpipe (2º and.) http://videos.sapo.pt/1zbwZTeVUNqQM3UzW5p4

Handel - Música acuática, Suite No. 2 en Re - Coro (3º and.) http://videos.sapo.pt/Bzk2OIjpKgjYhJiVdGbg

Handel - Música acuática, Suite No. 2 en Re - Loure (4º and.) http://videos.sapo.pt/HqUyCbQN7AQLI9dQqtiR

Handel - Música acuática, Suite No. 2 en Re - Bourrée (5º and.) http://videos.sapo.pt/FgLMholboTudntyLskZ7

Handel - Música para los Reales Fuegos de Artificio en Re - obertura (1º and.) http://videos.sapo.pt/16AEJvnBwlOPvJZBO5P1

Handel - Música para los Reales Fuegos de Artificio en Re - Bourrée (2º and.) http://videos.sapo.pt/VQdpUthSmqwBJF4qDczh

Handel - Música para los Reales Fuegos de Artificio en Re - La paix (3º and.) http://videos.sapo.pt/g65ircNJzjWMbpyPEsml

Handel - Música para los Reales Fuegos de Artificio en Re - Menuett (4º and.) http://videos.sapo.pt/1B3jIHtU7RVM0P1VkFUs

Handel - Música para los Reales Fuegos de Artificio en Re - Menuett (5º and.) http://videos.sapo.pt/LK75ILMUtRn6zUH6zU1H

Handel - La Rejouissance http://videos.sapo.pt/gLqJQFN3MjeEV8ZVnOtY

J. S. Bach - Suite for Orchestra No2 – Interlude http://videos.sapo.pt/zyvjAuzdL0GvfZH0NMEC

J. S. Bach - Suite for Orchestra No2 – Rondo http://videos.sapo.pt/2U3zUCPwZ93f3iM95aLL

J. S. Bach - Suite for Orchestra No2 – Saarbande http://videos.sapo.pt/b1IKDMC5UfoVdRQogRev

J. S. Bach - Suite for Orchestra No2 - Bourrees I & II http://videos.sapo.pt/dGOwsCw4pq7SJN0WlFf6

J. S. Bach - Suite for Orchestra No2 – Polonaise http://videos.sapo.pt/VY6uSuo1mcp6TqPcjd2d

J. S. Basch - Suite for Orchestra No2 – Menuet http://videos.sapo.pt/yMpRUtHBgBtIyoJ5ZGzM

J. S. Bach - Suite for Orchestra No2 – Badinerie http://videos.sapo.pt/9To3hMFMJEiaJZq59oU8

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº2 Allegro http://videos.sapo.pt/q2Z22uvBtqehYjc1LLQ2

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº2 Largo http://videos.sapo.pt/1ruMz3oArhJcGOfMAsy4

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº2 Presto http://videos.sapo.pt/bzociOjQdvR3peKJhE0H

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº4 Allegroア協奏曲第一楽章 http://videos.sapo.pt/3vH6iBsb2i3ythGzmIIH

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº4 Andante http://videos.sapo.pt/VRG8Vmla0ItcqYFMpemJ

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº4 Presto http://videos.sapo.pt/RmQdSzgvFSllEyYt1z8Z

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº5 Allegro http://videos.sapo.pt/lipzHw61Yqfzq2IbfU1u

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº5 Affettuoso http://videos.sapo.pt/tY9s17HuZ9argezD6nqZ

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº5 Allegro http://videos.sapo.pt/b2oNLY7uZqJ2uDfsOSkq

Antonio Vivaldi - Concertos On Authentic Instruments - Concerto In D, Op. 12_3, http://videos.sapo.pt/gZOoeJlPp5wCLT1vz9Ju

Antonio Vivaldi - Concertos On Authentic Instruments - Concerto In D, Op. 12_3, http://videos.sapo.pt/5Np5sG1OUTYRHeHl8Jpk

Antonio Vivaldi - Concerto In D, Op. 12_3, http://videos.sapo.pt/59R8qJwn55zjZl3QvC9R

Antonio Vivaldi - Cello Concerto In G, RV (1º and.) http://videos.sapo.pt/WaAkUyJYZaCL25iyMk08

Antonio Vivaldi - Cello Concerto In G, RV (2º and.) http://videos.sapo.pt/pVoqHcwgJHsnGRJzsQZ2

Antonio Vivaldi - Cello Concerto In G, RV (3º and.) http://videos.sapo.pt/ZS2mw36W5suYgrFQSGwn

Antonio Vivaldi - Concerto In C For 2 Flutes (1º and.) http://videos.sapo.pt/hdLTgWTBDKLczszCKwZf

Antonio Vivaldi - Concerto In C For 2 Flutes (2º and.) http://videos.sapo.pt/jQfmZNHiGhM2AUZIp9UT

Antonio Vivaldi - Concerto In C For 2 Flutes (3º and.) http://videos.sapo.pt/rUt2RiNU01y2ODsS7nct

Como pudeste ouvir, a variedade musical prima pela sua diversidade. Entre os vários compositores e suas obras, muito ainda há para escutares! 

“Por isso!... Não percas o próximo post… porque nós… também não!!!”
publicado por Musikes às 11:12 link do post
13 de Março de 2014

"Para ser grande, sê inteiro: Nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive." Fernando Pessoa

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

MÚSICA BARROCA (1600-1750)

“O século XVII, testemunha de acentuada secularização musical, foi um fértil período de criação de novas formas, técnicas e instrumentos. O baixo contínuo -- sistema de notação de cifras que, escritas acima do pentagrama onde figura a linha do baixo, indicam os acordes desejados pelo autor -- e o acompanhamento harmônico da melodia são as principais invenções do período. Na literatura e nas artes plásticas, o barroco distingue-se pela grande complexidade das formas. Na música, isso não se verifica imediatamente. A arte polifônica dos séculos XV e XVI é a mais complexa de todos os tempos. O novo gênero do barroco é o canto de voz solista e tão-somente acompanhado, o que significou a vitória definitiva da harmonia. Pela primeira vez não soavam várias vozes simultaneamente, o que muito surpreendia os contemporâneos, habituados à polifonia.” (http://www.oliver.psc.br/musica/desenv.htm)

Antonio Vivaldi - Gloria in excelsis Deo http://videos.sapo.pt/uZCVkvC1D8DwmcaOWoCo

Antonio Vivaldi - Gratis agimus tibi http://videos.sapo.pt/0NOKRzLyp1NwkpnLnpTL

Antonio Vivaldi - Domine Deus, Rex caelestis14 Antonio Vivaldi - Gratis agimus tibi http://videos.sapo.pt/rV7sJjaEgotoZa1onVRZ

Antonio Vivaldi - Quoniam tu solus Sanctus http://videos.sapo.pt/NyCz5Zkh2b4vvBplzpIt

Antonio Vivaldi - Concerto L'Amoroso (2º and.) http://videos.sapo.pt/1YCPdzF5FaqS9PHErpV5

Antonio Vivaldi - Concerto Alla Rustica (2º and.) http://videos.sapo.pt/1AaPJPfSpAFpRi1ciZZZ

Antonio Vivaldi - Sinfonia, for strings & continuo in C major, RV 116- Allegro (1º and.) http://videos.sapo.pt/fP0cYievYBQamsiYZ4DG

Antonio Vivaldi - Sinfonia, for strings & continuo in C major, RV 116- Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/GNoQ5H5hDFh6yyBni8H9

***

“Orfeu, do compositor Montiverdi (1567-1643) audacioso na música sacra e no madrigal, usou cromatismos e dissonâncias escrita no ano de 1607, é a primeira grande ópera. Ópera é uma peça teatral em que os papéis são cantados ao invés de falados. A ópera de Montiverdi possuía uma orquestra formada de 40 instrumentos variados, inclusive com violinos, que começavam a tomar lugar das violas. Alessandro Scarlatti (1660-1725) foi o mais popular compositor italiano de óperas. Na França os principais compositores de óperas foram Lully (1632-1687) e Rameau (1683-1764). Nascido na mesma época da ópera, o Oratório é outra importante forma de música vocal barroca. O oratório é um tipo de ópera com histórias tiradas da Bíblia. Com o passar do tempo os oratórios deixaram de ser representados e passaram a ser apenas cantados. Os mais famosos oratórios são os do compositor alemão Haendel (1685-1759), do início do século XVIII: Israel no Egito, Sansão e o famoso Messias. As Cantatas são oratórios em miniaturas e eram apresentados nas missas.” “Na Inglaterra, depois de 1642, a vitória dos puritanos sufocou as atividades musicais, pois a música sacra foi proibida, enquanto a profana passava por obscena. Só na época da Restauração voltou a música a desempenhar certo papel na igreja e no teatro. Henry Purcell, autor tanto de música sacra como de câmara e, sobretudo, grande operista, foi o maior compositor inglês e de seu tempo. Foi a partir do final desse período que Johann Sebastian Bach (1685-1750) legou à posteridade um acervo magnífico de obras-primas instrumentais e vocais, entre cantatas, oratórios, árias, tocatas e esplêndidas fugas. Além de tudo isso, foi o responsável pela generalização do atual sistema de afinação de instrumentos, conhecido como temperado, e que se disseminou por toda a Europa. Haendel, que desenvolveu principalmente em Londres suas atividades, animou o ambiente musical inglês, carente de figuras significativas desde a morte de Purcell. Seus oratórios e obras instrumentais constituem autênticos marcos na história da música européia. Bach e Haendel são os dois maiores compositores do barroco. Se o gênero característico da época é o canto homófono, Bach e Haendel, no entanto, são os maiores polifonistas de todos os tempos e parecem querer ressuscitar, com a força de seu gênio, um passado irremediavelmente perdido. Haendel, que alcançou êxito imenso, não teve nenhum sucessor e sua música foi praticamente, por mais de um século, a única significativa na Inglaterra. Bach, que viveu em relativa obscuridade, caiu logo depois da morte em esquecimento completo: só no século XIX a sua grandeza viria a ser reconhecida. O Cravo bem temperado, porém, já se tornou famoso no século XVIII e sistematizou a nova harmonia que Alessandro Scarlatti tinha instintivamente concebido.” (http://www.oliver.psc.br/musica/desenv.htm)

Aqui fica uma pequena cronologia dos principais grandes compositores do Barroco.

Claudio Monteverdi (1577 – 1643( Alessandro Scarlatti (1660 - 1755) Antonio Vivaldi (1678 – 1741) Arcangelo Corelli (1653 - 1713) Domenico Scarlatti (1685 - 1757) Henry Purcell (1659 - 1695) George F. Haendel (1685 - 1759) George Philipp Telemann (1681 - 1767) Jean-Philippe Rameau (1683 - 1764) Johann Sebastian Bach (1685 - 1750) José Antônio Carlos Seixas (1704 - 1742)

Para ficares a conhecer algumas das suas grandiosas obras, aqui ficam algumas peças para ouvires e então vires a reconhecê-las como referência do período Barroco.

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Versiculum Et Responsorium_ Deus http://videos.sapo.pt/polUICBjK9OOc2Y8krLp

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Antiphona Et Psalmus I_ Dixit Dom http://videos.sapo.pt/4OVZK2bF4CZwcI7zDIsY

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Concerto_ Nigra Sum http://videos.sapo.pt/MpZiN2gGr5m5afTgMTeh

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Antiphona Et Psalmus 2_ Laudate http://videos.sapo.pt/YydGn8wWPvBvOVZqSjdR

J. S. Bach - Tocata e Fuga em Ré m http://videos.sapo.pt/oTv92HUCamjjtjnlQ66j

J. S. Bach – Ária http://videos.sapo.pt/zZ08D4NUw7Zzkw5fpRfm

J. S. Bach - Suite for Orchestra No2 – Interlude http://videos.sapo.pt/zyvjAuzdL0GvfZH0NMEC

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº2 Allegro http://videos.sapo.pt/q2Z22uvBtqehYjc1LLQ2

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Obertura (1º and.) http://videos.sapo.pt/SVIgagoQSivUl1jLNZr9

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Menuett (3º and.) http://videos.sapo.pt/JFUtcWZmtasjBA8qURE1

Handel - Música acuática, Suite No. 2 en Re - andante (1º and.) http://videos.sapo.pt/7FAy20MYZwBUnVMVbINN

Antonio Vivaldi – Las Quatri Estationes - A Primavera - Allegro (1º and.) http://videos.sapo.pt/4sTdZghrckStn1g4eviu

Antonio Vivaldi – Las Quatri Estationes - O Verão - Adagio-Presto (2º and.) http://videos.sapo.pt/4rlrt8pSFlzhptAMqLqE

Antonio Vivaldi – Las Quatri Estationes - O Outono - Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/tBZsDYrIbwIYzdHmjdQS

Antonio Vivaldi – Las Quatri Estationes - O Inverno - Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/oogt9d68iHdr2drd01Aw

Fabuloso, não? 

“Por isso!... Não percas o próximo post… porque nós… também não!!!”
publicado por Musikes às 10:20 link do post
06 de Março de 2014

"Para ser grande, sê inteiro: Nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive." Fernando Pessoa

Com o desenvolvimento do contraponto, novas nuances e expressões musicais adquirem uma relevante distinção. A música torna-se bem mais elaborada, e os contrastes tímbricos, bem como aparecimento de novos instrumentos, inauguram um novo horizonte musical na História da Humanidade. Fica aqui o convite a galgares as galerias desta época, assegurando que, com a sua majestosidade e grosso musical, se tornam um ícone a realçar.

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

MÚSICA BARROCA (1600-1750)

“A palavra Barroco é provavelmente de origem portuguesa, significando pérola ou jóia no formato irregular. De início era usada para designar o estilo de arquitetura e da arte do século XVII, caracterizado pelo excesso de ornamentos. Mais tarde, o termo passou a ser empregado pelos músicos para indicar o período da história da música que vai do aparecimento da ópera e do oratório até a morte de J. S. Bach. A música barroca é geralmente exuberante: ritmos enérgicos, melodias com muitos ornamentos, contrastes de timbres instrumentais e sonoridades fortes com suaves. “É um período em que a música instrumental atinge, pela primeira vez, a mesma importância que a música vocal. O Violino afirma-se e a orquestra vai tomando uma forma mais estruturada. Surge a Ópera e o Ballet. Os instrumentos de tecla têm uma grande evolução e o cravo aparece como instrumento solista, e não apenas acompanhante. A orquestra passou a tomar forma. No início a palavra ‘orquestra’ era usada para designar um conjunto formado ao acaso, com os instrumentos disponíveis no momento. Mas no século XVII, o aperfeiçoamento dos instrumentos de cordas, principalmente os violinos, fez com que a seção de cordas se tornasse uma unidade independente. Os violinos passaram a ser o centro da orquestra, ao qual os compositores acrescentavam outros instrumentos: flautas, fagotes, trompas, trompetes e tímpanos. Um traço constante nas orquestras barrocas, porém, era a presença do cravo ou órgão como contínuo, fazendo o baixo e preenchendo a harmonia. Novas formas de composição foram criadas, como a fuga, a sonata, a suíte e o concerto.” (http://www.oliver.psc.br/musica/historia.htm)

Antonio Vivaldi “Las Quatro Estationes”

Antonio Vivaldi - A Primavera - Allegro (1º and.) http://videos.sapo.pt/4sTdZghrckStn1g4eviu

Antonio Vivaldi - A Primavera - Largo e pianissimo sempre (2º and.) http://videos.sapo.pt/Jd96BUpDQMyBI02DBdPc

Antonio Vivaldi - A Primavera - Danza pastorale (3 and.) http://videos.sapo.pt/QMVtbLQMjzwAUZbeAh9B

Antonio Vivaldi - O Verão - Allegro non molto (1º and.) http://videos.sapo.pt/4rlrt8pSFlzhptAMqLqE

Antonio Vivaldi - O Verão - Adagio-Presto (2º and.) http://videos.sapo.pt/4rlrt8pSFlzhptAMqLqE

Antonio Vivaldi - O Verão - Presto (3º and.) http://videos.sapo.pt/dD20h7ESMh0FijBubUQ7

Antonio Vivaldi - O Outono - Allegro (1º and.) http://videos.sapo.pt/5OyZLQK5Lgs4KZYEWsVj

Antonio Vivaldi - O Outono - Adagio molto (2º and.) http://videos.sapo.pt/cEapOmIDpKOyEzdBsQzC

Antonio Vivaldi - O Outono - Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/tBZsDYrIbwIYzdHmjdQS

Antonio Vivaldi - O Inverno - Allegro non molto (1º and.) http://videos.sapo.pt/hPzgfVYzU1hTcyYdAbC5

Antonio Vivaldi - O Inverno - Largo (2º and.) http://videos.sapo.pt/Rn8sLSTfjw8pOZluQ3qk

Antonio Vivaldi - O Inverno - Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/oogt9d68iHdr2drd01Aw

Em pleno recriar de formas e sonoridades, assim foi evoluindo a música. E mais audições se seguem! 

“Por isso!... Não percas o próximo post… porque nós… também não!!!”
publicado por Musikes às 09:33 link do post
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
Quando estou triste, paro e medito...Quando estou ...
A música é, sem dúvida, o alimento da alma... das ...
blogs SAPO