Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
27 de Julho de 2018

Com o calor doVerão, o que apetece é uma bebida fresca, uma aragem ainda mais refrescante, e por último, uma paisagem fabulosa na companhia de Amigos ou familiares, e porque não, mesmo sózinho.

O Musikes fará aqui uma breve pausa. Voltarei em Setembro rejuvenescido e repleto de novidades!

 

Até lá, vai passando por ! Boa música há aqui para ouvir, conhecer e partilhar.

 

Boas férias!

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Anton Bruckner

(1824-1896)

 

“(…) Brahms era o grande nome, continuador da tradição beethoveniana. Bruckner fazia figura de excêntrico. Suas primeiras sinfonias não foram insucessos; mas logo ele estava debaixo da marcação cerrada de Hanslick, em razão de seu suposto wagnerismo. E essa pressão não o abandonaria nunca, a ponto de ele pedir ao Kaiser, numa ocasião em que foi premiado, que fizesse Hanslick persegui-lo menos!

E com tudo isso, ele abriu seu caminho para os píncaros orquestrais que são as sinfonias 5, 6, 7, 8 e 9. Para alguns, o gênero sinfônico estaria em crise quando Bruckner engrena a sua sucessão de obras-primas. Também se disse isso da sonata, depois de Beethoven. Otto Maria Carpeaux, normalmente tão arguto, chegou a negar validade às últimas sonatas de Schubert, dizendo que elas só podiam interessar a "pianistas ambiciosos”. (…)” (http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142010000200025)

 

Anton Bruckner: Symphony No. 9 in D Minor, WAB 109: 1st Movement (USSR Ministry of Culture Symphony Orchestra)

 

Anton Bruckner: Symphony No. 9 in D Minor, WAB 109: 3rd Movement (USSR Ministry of Culture Symphony Orchestra)

 

Anton Bruckner: Symphony No. 5 in B Flat Major, WAB 105: I.  Adagio - Allegro (1º and.)

 

Anton Bruckner: Symphony No. 6 in A Major, WAB 106: II. Adagio - Sehr feierlich (2º and.)

 

***

 

“Grandes Músicas... Grandes Épocas...” do romantismo do século XIX, é o que nos aguarda para ouvir, conhecer e partilhar!

 

Também no Facebook e Twitter.

Passa por lá!

 

Por isso!...

Não percas o próximo post… porque nós… também não!

 

publicado por Musikes às 12:42 link do post
27 de Julho de 2018

Encontro de Bandas Filarmónicas
Casa da Música
 
O Verão é tempo de arruadas e romarias, onde marcam presença invariavelmente as inúmeras bandas que por todo o país mantêm actividade, muitas delas já centenárias. É também altura para mais um Encontro de Bandas na Casa da Música, onde a tradição não é esquecida e se evoca em arruadas vespertinas no exterior do edifício. Num encontro que se pretende enriquecedor para o público e para os participantes, fomentando as trocas de experiências entre os “músicos filarmónicos”, as bandas convidadas sobem depois ao palco da Sala Suggia para se apresentarem em concerto, com programas que variam entre as aberturas e rapsódias históricas e os novos e desafiantes repertórios contemporâneos.
 

Verão na Casa - 

A [28/07/2018 - sábado | 15:00 | Sala Suggia] - Entrada Livre, Sala Suggia

Banda de Música de São Cipriano “A Velha” (Resende) Banda de Música de São Cipriano “A Nova” (Resende)

Saiba mais!
 
A [29/07/2018 - domingo | 15:00 | Sala Suggia] - Entrada Livre, Sala Suggia

Sociedade Filarmónica Maiorguense (Alcobaça) Banda de S. Cristóvão de Rio Tinto (Gondomar) Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba (Alcácer do Sal)

Saiba mais!

 
 
Visita o Musikes!
Grandes Músicas… Grandes Épocas!...
publicado por Musikes às 10:34 link do post
23 de Julho de 2018

Olá!

Neste Verão, talvez um pouco de cultura ao ar livre.
 
 

Música erudita anima noites de verão na Mata do Buçaco

 
A música erudita vai animar o Buçaco nos dias 27, 28 e 29, com a realização do primeiro festival Bussaco Summer Sounds, iniciativa da Orquestra Clássica do Centro e da Fundação Mata do Buçaco.
 
Iniciativas deste género são importantes no âmbito da nossa candidatura a Património Mundial da Humanidade. São momentos de cultura que ajudam a divulgar o património natural e edificado do Buçaco e que reforçam o prestígio da candidatura”, disse à agência Lusa o presidente da Fundação Mata do Buçaco (FMB), António Gravato.

A responsável pela Orquestra Clássica do Centro, Emília Cabral Martins, destaca “o privilégio de tocar num dos locais mais bonitos do país” e de contribuir para a candidatura à UNESCO.

A música é uma linguagem universal. Para a nossa Orquestra é uma honra realizar espetáculos como estes, de música erudita, numa área tão rica em património natural e arquitetónico como é a Mata do Buçaco”, diz Emília Cabral Martins.

A diretora da associação da Orquestra Clássica do Centro

 
Leia mais!
 
Visita o Musikes!
Grandes Músicas… Grandes Épocas!...
publicado por Musikes às 09:27 link do post
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
Quando estou triste, paro e medito...Quando estou ...
A música é, sem dúvida, o alimento da alma... das ...
blogs SAPO