Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
27 de Maio de 2022

La Goulue no Moulin Rouge - Henri de Toulouse-Lautrec (1891 - 92) (2).JPG

Gustav Mahler Kohut.JPG

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Friedrich Victor Spitzer - Portrait Gustav Mahler, 1905 (1).JPG

Gustav Mahler

(1860 - 1911)

 

“(…) O retorno a Viena marcou o auge da vida e da carreira de Mahler. Como regente, seu trabalho operístico era visto como único e revolucionário, ao insistir em uma união mais verosímil entre a música e a cena. Como compositor, gradualmente suas obras passaram a ser mais executadas, ao mesmo tempo em que dava cabo de novos projetos. (…)” (https://www.concerto.com.br/noticias/arquivo/acervo-concerto-vida-de-gustav-mahler)

 

Gustav Mahler Kohut.JPG

 

Gustav Mahler:  Symphony No. 7 in E Minor "Song of the Night": I. Langsam - Allegro risoluto, ma non troppo

 

Gustav Mahler:  Symphony No. 7 in E Minor "Song of the Night": II. Nachtmusik I. Allegro moderato

 

Gustav Mahler:  Symphony No. 7 in E Minor "Song of the Night": III. Scherzo. Schattenhaft

 

Gustav Mahler:  Symphony No. 7 in E Minor "Song of the Night": IV. Nachtmusik II. Andante amoroso

 

Gustav Mahler:  Symphony No. 7 in E Minor "Song of the Night": V. Rondo-Finale. Allegro ordinario

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:09 link do post
21 de Maio de 2022

June — Ellen Day Hale (por volta de 1893).JPG

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Photograph of Gustav Mahler in the Foyer of the Hofoper, Vienna. this work was published on plate 12 of Richard Specht.s Gustav Mahler (1913). Berlin and Leipzig. Schuster and Loeffler (1).JPG

Gustav Mahler

(1860 - 1911)

 

“(…) Apesar de sua posição em Hamburgo ser relativamente boa, Mahler jamais perdeu Viena de vista e, quando o posto de mestre de capela da corte austríaca surgiu em seu horizonte, ele teve que tomar uma das mais radicais decisões de sua vida, pois em um cargo oficialmente ligado a uma corte católica era então inadmissível a presença de um judeu. Em 23 de fevereiro de 1897, ainda em Hamburgo, Mahler converte-se ao catolicismo romano. Em seguida, ele foi contratado por Viena, e poucos meses depois, promovido, assumindo a direção da Hofoper (hoje a Ópera Estatal de Viena) e de sua orquestra, a Filarmônica de Viena. (…)” (https://www.concerto.com.br/noticias/arquivo/acervo-concerto-vida-de-gustav-mahler)

 

Gustav Mahler: Symphony No. 3 in D Minor: I. Kräftig. Entschieden

 

Gustav Mahler: Symphony No. 3 in D Minor: II. Tempo di Menuetto

 

Gustav Mahler: Symphony No. 3 in D Minor: III. Comodo (Scherzando)

 

Gustav Mahler: Symphony No. 3 in D Minor: IV. Sehr langsam—Misterioso

 

Gustav Mahler: Symphony No. 3 in D Minor: V. Lustig im Tempo und keck im Ausdruck

 

Gustav Mahler: Symphony No. 3 in D Minor: VI. Langsam—Ruhevoll—Empfunden

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:21 link do post
15 de Maio de 2022

Cratera de Popocatépetl - Jean-Baptiste Louis Gros (1833).JPG

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Gustav Mahler

(1860 - 1911)

 

“(…) Quando a situação em Leipzig ficou insustentável, Mahler fez uma temporada de sucesso na ópera de Budapeste (1989-91), cidade na qual estreou sua Sinfonia nº 1, recebida de forma um tanto apática pela crítica e pela audiência. Porém, mais uma vez os atritos com a orquestra e a direção do teatro fizeram-no optar por uma longa temporada em Hamburgo (1891-97). Com um posto mais confortável e rentável, foi nessa época de sua vida que passou a se dedicar de forma mais sistemática à composição. A partir desse momento, todo verão o compositor alugaria uma residência em algum lugar isolado da Áustria para hospedar-se e a seus familiares (em especial, suas irmãs e agregados), junto ainda com uma pequena cabana, de uso exclusivo, onde durante o dia ele se retirava com suas partituras e compunha por horas a fio. Surge então a figura do Sommerkomponist (compositor de veraneio). Foi nessas temporadas que Mahler escreveu a maior parte de sua obra. (…)” (https://www.concerto.com.br/noticias/arquivo/acervo-concerto-vida-de-gustav-mahler)

 

Bust of Gustav Mahler (created by Marco Carlo Tomasi)  (1).JPG

 

Gustav Mahler: Symphony No. 4 in G Major for Soprano and Orchestra: I. Bedächtig

 

Gustav Mahler: Symphony No. 4 in G Major for Soprano and Orchestra: II. In gemächlicher Bewegung. Ohne Hast

 

Gustav Mahler: Symphony No. 4 in G Major for Soprano and Orchestra: III. Ruhevoll

 

Gustav Mahler: Symphony No. 4 in G Major for Soprano and Orchestra: IV. Sehr behaglich

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:16 link do post
09 de Maio de 2022

Hércules e a ilha de Lerna - Gustave Moreau (1875 - 1876) (1).JPG

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Photograph of Gustav Mahler in the Foyer of the Hofoper, Vienna. this work was published on plate 12 of Richard Specht.s Gustav Mahler (1913). Berlin and Leipzig. Schuster and Loeffler.JPG

Gustav Mahler

(1860 - 1911)

 

“(…) Ali, paralelamente às atividades de regente, Mahler envolveu-se na conclusão da ópera cômica Die drei Pintos, de Carl Maria von Weber, com cuja viúva, Marion, viveu a primeira de suas histórias de amor.

O sucesso de Mahler como regente residia em sua capacidade em reestruturar a parte musical de um teatro de ópera (orquestra, coro e solistas), o que resultava em um aumento de receitas. Para isso, Mahler estabelecia junto à direção dos teatros e aos músicos uma relação comumente relatada como ditatorial, fato que ajudava a alimentar o sentimento antissemita em torno de sua figura. (…)” (https://www.concerto.com.br/noticias/arquivo/acervo-concerto-vida-de-gustav-mahler)

 

Carl Maria von Weber: Die drei Pintos” (completade by Gustav Mahler - opera comic)

 

Gustav Mahler: Symphony No. 6 in A Minor "Tragic": I. Allegro energico, ma non troppo

 

Gustav Mahler: Symphony No. 6 in A Minor "Tragic": II. Scherzo, wuchtig (Pesante)

 

Gustav Mahler: Symphony No. 6 in A Minor "Tragic": III. Andante moderato

 

Gustav Mahler: Symphony No. 6 in A Minor "Tragic": IV. Finale-Sostenuto

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:16 link do post
03 de Maio de 2022

Camille Monet num Banco de jardim - Claude Monet  (1873) (1).JPG

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Gustav Mahler

(1860 - 1911)

 

“(…) Em vida, a fama de Mahler esteve sempre associada às suas atividades como regente de ópera (seu lado compositor demorou a ser aceito por seus contemporâneos), e não deixa de ser curioso o fato de ele jamais ter escrito e nem sequer esboçado uma. Tendo iniciado sua carreira de regente em um pequeno teatro de variedades numa colônia de repouso perto de Linz, na Áustria, gradualmente foi percorrendo postos melhores em teatros de ópera de diferentes cidades do Império, tais como Laibach (atual Ljubljana, entre 1881-82), Olmütz (1883), Kassel (1883-85) e Praga (1885-86), até chegar em Leipzig (1886-88), na Alemanha, um dos mais intensos centros musicais da Europa. (…)” (https://www.concerto.com.br/noticias/arquivo/acervo-concerto-vida-de-gustav-mahler)

 

Gustav Mahler in 1903, inside Vienna Court Opera (Vienna State Opera).JPG

 

Gustav Mahler: Symphony No. 2 in C Minor "Resurrection": I. Allegro maestoso

 

Gustav Mahler: Symphony No. 2 in C Minor "Resurrection": II. Andante moderato

 

Gustav Mahler: Symphony No. 2 in C Minor "Resurrection": III. Scherzo: In ruhig fliessender Bewegung

 

Gustav Mahler: Symphony No. 2 in C Minor "Resurrection": IV. "Urlicht" Sehr feierlich, aber schlicht

 

Gustav Mahler: Symphony No. 2 in C Minor "Resurrection": V. In Tempo des Scherzos wild herausfahrend

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:12 link do post
01 de Maio de 2022

Bloger Musikes azul (5).PNG

No Musikes em Abril.
 
Como sempre, muita música para ouvir e partilhar!
Terminamos mais um passeio pela vida e obra do compositor Isaac Albéniz, e como não poderia deixar de ser, viramos a página em direcção ao próximo capítulo da História da Música Ocidental.
 
Para que nada te escape!
 
 
 
 
 
 
 

jukebox-vintage-rockola-icon-vector-illustration-graphic-design.jpg

 

no Facebook sugestões culturais e mais!
publicado por Musikes às 07:30 link do post
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Identifico-me totalmente com o argumento deste pos...
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
blogs SAPO