Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
13 de Março de 2014

"Para ser grande, sê inteiro: Nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive." Fernando Pessoa

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

MÚSICA BARROCA (1600-1750)

“O século XVII, testemunha de acentuada secularização musical, foi um fértil período de criação de novas formas, técnicas e instrumentos. O baixo contínuo -- sistema de notação de cifras que, escritas acima do pentagrama onde figura a linha do baixo, indicam os acordes desejados pelo autor -- e o acompanhamento harmônico da melodia são as principais invenções do período. Na literatura e nas artes plásticas, o barroco distingue-se pela grande complexidade das formas. Na música, isso não se verifica imediatamente. A arte polifônica dos séculos XV e XVI é a mais complexa de todos os tempos. O novo gênero do barroco é o canto de voz solista e tão-somente acompanhado, o que significou a vitória definitiva da harmonia. Pela primeira vez não soavam várias vozes simultaneamente, o que muito surpreendia os contemporâneos, habituados à polifonia.” (http://www.oliver.psc.br/musica/desenv.htm)

Antonio Vivaldi - Gloria in excelsis Deo http://videos.sapo.pt/uZCVkvC1D8DwmcaOWoCo

Antonio Vivaldi - Gratis agimus tibi http://videos.sapo.pt/0NOKRzLyp1NwkpnLnpTL

Antonio Vivaldi - Domine Deus, Rex caelestis14 Antonio Vivaldi - Gratis agimus tibi http://videos.sapo.pt/rV7sJjaEgotoZa1onVRZ

Antonio Vivaldi - Quoniam tu solus Sanctus http://videos.sapo.pt/NyCz5Zkh2b4vvBplzpIt

Antonio Vivaldi - Concerto L'Amoroso (2º and.) http://videos.sapo.pt/1YCPdzF5FaqS9PHErpV5

Antonio Vivaldi - Concerto Alla Rustica (2º and.) http://videos.sapo.pt/1AaPJPfSpAFpRi1ciZZZ

Antonio Vivaldi - Sinfonia, for strings & continuo in C major, RV 116- Allegro (1º and.) http://videos.sapo.pt/fP0cYievYBQamsiYZ4DG

Antonio Vivaldi - Sinfonia, for strings & continuo in C major, RV 116- Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/GNoQ5H5hDFh6yyBni8H9

***

“Orfeu, do compositor Montiverdi (1567-1643) audacioso na música sacra e no madrigal, usou cromatismos e dissonâncias escrita no ano de 1607, é a primeira grande ópera. Ópera é uma peça teatral em que os papéis são cantados ao invés de falados. A ópera de Montiverdi possuía uma orquestra formada de 40 instrumentos variados, inclusive com violinos, que começavam a tomar lugar das violas. Alessandro Scarlatti (1660-1725) foi o mais popular compositor italiano de óperas. Na França os principais compositores de óperas foram Lully (1632-1687) e Rameau (1683-1764). Nascido na mesma época da ópera, o Oratório é outra importante forma de música vocal barroca. O oratório é um tipo de ópera com histórias tiradas da Bíblia. Com o passar do tempo os oratórios deixaram de ser representados e passaram a ser apenas cantados. Os mais famosos oratórios são os do compositor alemão Haendel (1685-1759), do início do século XVIII: Israel no Egito, Sansão e o famoso Messias. As Cantatas são oratórios em miniaturas e eram apresentados nas missas.” “Na Inglaterra, depois de 1642, a vitória dos puritanos sufocou as atividades musicais, pois a música sacra foi proibida, enquanto a profana passava por obscena. Só na época da Restauração voltou a música a desempenhar certo papel na igreja e no teatro. Henry Purcell, autor tanto de música sacra como de câmara e, sobretudo, grande operista, foi o maior compositor inglês e de seu tempo. Foi a partir do final desse período que Johann Sebastian Bach (1685-1750) legou à posteridade um acervo magnífico de obras-primas instrumentais e vocais, entre cantatas, oratórios, árias, tocatas e esplêndidas fugas. Além de tudo isso, foi o responsável pela generalização do atual sistema de afinação de instrumentos, conhecido como temperado, e que se disseminou por toda a Europa. Haendel, que desenvolveu principalmente em Londres suas atividades, animou o ambiente musical inglês, carente de figuras significativas desde a morte de Purcell. Seus oratórios e obras instrumentais constituem autênticos marcos na história da música européia. Bach e Haendel são os dois maiores compositores do barroco. Se o gênero característico da época é o canto homófono, Bach e Haendel, no entanto, são os maiores polifonistas de todos os tempos e parecem querer ressuscitar, com a força de seu gênio, um passado irremediavelmente perdido. Haendel, que alcançou êxito imenso, não teve nenhum sucessor e sua música foi praticamente, por mais de um século, a única significativa na Inglaterra. Bach, que viveu em relativa obscuridade, caiu logo depois da morte em esquecimento completo: só no século XIX a sua grandeza viria a ser reconhecida. O Cravo bem temperado, porém, já se tornou famoso no século XVIII e sistematizou a nova harmonia que Alessandro Scarlatti tinha instintivamente concebido.” (http://www.oliver.psc.br/musica/desenv.htm)

Aqui fica uma pequena cronologia dos principais grandes compositores do Barroco.

Claudio Monteverdi (1577 – 1643( Alessandro Scarlatti (1660 - 1755) Antonio Vivaldi (1678 – 1741) Arcangelo Corelli (1653 - 1713) Domenico Scarlatti (1685 - 1757) Henry Purcell (1659 - 1695) George F. Haendel (1685 - 1759) George Philipp Telemann (1681 - 1767) Jean-Philippe Rameau (1683 - 1764) Johann Sebastian Bach (1685 - 1750) José Antônio Carlos Seixas (1704 - 1742)

Para ficares a conhecer algumas das suas grandiosas obras, aqui ficam algumas peças para ouvires e então vires a reconhecê-las como referência do período Barroco.

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Versiculum Et Responsorium_ Deus http://videos.sapo.pt/polUICBjK9OOc2Y8krLp

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Antiphona Et Psalmus I_ Dixit Dom http://videos.sapo.pt/4OVZK2bF4CZwcI7zDIsY

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Concerto_ Nigra Sum http://videos.sapo.pt/MpZiN2gGr5m5afTgMTeh

Claudio Monteverdi - Vespro Della Beata Vergine - Cantar Lont - Antiphona Et Psalmus 2_ Laudate http://videos.sapo.pt/YydGn8wWPvBvOVZqSjdR

J. S. Bach - Tocata e Fuga em Ré m http://videos.sapo.pt/oTv92HUCamjjtjnlQ66j

J. S. Bach – Ária http://videos.sapo.pt/zZ08D4NUw7Zzkw5fpRfm

J. S. Bach - Suite for Orchestra No2 – Interlude http://videos.sapo.pt/zyvjAuzdL0GvfZH0NMEC

J. S. Bach - Concerto Brandenburgo nº2 Allegro http://videos.sapo.pt/q2Z22uvBtqehYjc1LLQ2

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Obertura (1º and.) http://videos.sapo.pt/SVIgagoQSivUl1jLNZr9

Handel - Música acuática, Suite N. 1 en Fa mayor- Menuett (3º and.) http://videos.sapo.pt/JFUtcWZmtasjBA8qURE1

Handel - Música acuática, Suite No. 2 en Re - andante (1º and.) http://videos.sapo.pt/7FAy20MYZwBUnVMVbINN

Antonio Vivaldi – Las Quatri Estationes - A Primavera - Allegro (1º and.) http://videos.sapo.pt/4sTdZghrckStn1g4eviu

Antonio Vivaldi – Las Quatri Estationes - O Verão - Adagio-Presto (2º and.) http://videos.sapo.pt/4rlrt8pSFlzhptAMqLqE

Antonio Vivaldi – Las Quatri Estationes - O Outono - Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/tBZsDYrIbwIYzdHmjdQS

Antonio Vivaldi – Las Quatri Estationes - O Inverno - Allegro (3º and.) http://videos.sapo.pt/oogt9d68iHdr2drd01Aw

Fabuloso, não? 

“Por isso!... Não percas o próximo post… porque nós… também não!!!”
publicado por Musikes às 10:20 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
blogs SAPO