Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
23 de Janeiro de 2017

 

“Só o que sonhamos é o que verdadeiramente somos, porque o mais, por estar realizado, pertence ao mundo e a toda a gente.” Fernando Pessoa

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Século XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

“Um movimento artístico não é um fato isolado. Ele está associado às transformações ocorridas na sociedade da época. Seja no campo da pintura, da escultura, da literatura ou até mesmo da música, os autores retractam em suas obras o que toma conta do contexto social no qual estão inseridos. E com o Romantismo não foi diferente. (…)” (http://www.letras.ufrj.br/veralima/romantismo/ensaios/musica_romantismo_g2j.pdf)

 

Carl M. F. E. von Weber - Quintett für Klarinette und Strei (1º and.)

 

Franz Schubert - Symphony No. 3 in D Major, D. 200 (1º and.)

 

Hector Berlioz_ Les Troyens, Op. 5 – R

 

Georges Bizet - The Best of Bizet - Danse bohemienne

 

*****

 

“(…) As obras românticas mostram em suas composições as consequências das Revoluções que se espalharam por toda a Europa no final do século XVIII.

O Romantismo surge nessa época em oposição à era da razão que tomou conta de todo esse século, espalhando-se pelo mundo até o final do século XIX. Ele tem como o seu principal direccionamento a subjectividade.” (http://www.letras.ufrj.br/veralima/romantismo/ensaios/musica_romantismo_g2j.pdf)

 

Felix  Mendelson - Concierto p violin en Mi Menor, Op 64 - andante (2º and.)

 

Frédéric Chopin_ Etude Nº 1 In C, Op. 10

 

Frans Listz - Ballade Nº 2 In B minor, S. 171

 

*****

 

“(…)O berço do Romantismo pode ser considerado três países: Itália, Alemanha e Inglaterra. Porém, na França, o Romantismo ganha força como em nenhum outro país e, através dos artistas franceses, os ideais românticos espalham-se pela Europa e pela América. O espírito romântico passa a designar toda uma visão de mundo centrada no indivíduo. Os autores românticos voltaram-se cada vez mais para si mesmos, retractando o drama humano, amores trágicos, ideais utópicos e desejos de escapismo. (…)”

(http://www.letras.ufrj.br/veralima/romantismo/ensaios/musica_romantismo_g2j.pdf)

 

Richard Wagner - Famous Overtures - Der fliegende Holländer (The Flying Dutchman), opera, WWV 63- Overture

 

Anton Bruckner - Symphony Nº 4 - Bewegt, nicht zu schnell (With motion, not too fast) In E Flat Major, Wab 104 (1º and.)

 

Johann Brahms - 21 Hungarian Dances Nº 3, In F Major – Allegretto

 

Modest Mussorgsky - Souvenirs d_enfance_ I. Niania

 

Pyotr Tchaikovsky -  - Romeo & Juliet Fantasy Overture; Swan Lake Suite

 

Sergey Rachmaninoff - Symphony No. 2 in E minor, Op. 27- Allegro Molto (2º and.)

 

Robert Schumann Scenes From Childhood, Op. 15 - Happiness

 

***

 

Como podes ver e ouvir, o período do romantismo é muito vasto e diversificado, quelr nas formas e sonoridades.

Pois, finca pé! Muita ainda para descobrires. ;)

 

Por isso!...

Não percas o próximo post… porque nós… também não!

publicado por Musikes às 07:21 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
Quando estou triste, paro e medito...Quando estou ...
A música é, sem dúvida, o alimento da alma... das ...
blogs SAPO