Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
01 de Março de 2020

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Georges Bizet

(1838-1875)

 

“(…) A estreia de Les pêcheurs de perles, no Theatre Lyrique, foi a 30 de setembro, tendo da parte da crítica uma recetividade muito fraca, embora Berlioz a tenha elogiado.

A última ópera composta por Bizet celebra e eterniza a relação fatídica entre a sensual e voluntariosa cigana Carmen e Don José. Bizet terminou as partituras durante o verão e ficou satisfeito com o resultado, a famosa soprano Galli-Marié, com quem se constava que Bizet tinha um romance, interpretou Carmen. Quando os ensaios começaram, em outubro de 1874, a orquestra teve dificuldades com a partitura, encontrando partes impossíveis de serem tocadas. Bizet também teve de combater as tentativas da companhia em modificar algumas partes da ópera, pois consideravam-nas impróprias. Na estreia, estiveram presentes algumas figuras do meio musical, Jules Massenet, Camille Saint-Saëns e Charles Gounod. A reação do público foi morna, e a crítica apontou a heroína como uma sedutora amoral. Bizet ficou pessimista: “ Eu prevejo um fracasso definitivo e sem esperanças. (…)” (http://www.rtp.pt/antena2/geral/georges-bizet_2702)

 

Georges Bizet: Ópera Les Pécheurs de Perles (completa)

 

Georges Bizet: Nocturne from Carmen Suite No. 2

 

Georges Bizet: Intermezzo from Carmen Suite No. 1

 

Georges Bizet: Marche du toreador from Carmen Suite No. 1

 

 

Segue o Musikes em…

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 08:39 link do post
01 de Novembro de 2019

Grandes Músicas… Grandes Épocas!...
 

No Musikes em Outubro…

 
Ouvir e ler, conhecer e partilhar, tornam estas viagens ao longo da História da Música Ocidental ainda mais extraordinárias.
 
A ouvir e ler...
 
Camille Saint-Saens viajou ao redor do mundo, visitando lugares exóticos da Europa, Norte da África, Sudeste Asiático e América do Sul
 
Em 1886, Saint-Saëns produziu duas de suas composições mais conhecidas: O Carnaval dos Animais e Sinfonia N º 3 , dedicada a Franz Liszt , que morreu naquele ano.
 
Ler mais!
 
 
Em 1870,Saint-Saens fundou com Romain Bussine a Société Nationale de Musique , a fim de promover uma nova música e, especificamente francesa
 
Em 1870, a Guerra Franco-Prussiana , apesar de ser mais em apenas seis meses, deixou uma marca indelével sobre o compositor...
 
Ler mais!
 
Saint-Saëns ganhou muitos prémios principais e ganhou uma reputação que resultou em sua introdução a Franz Liszt , que se tornaria um de seus amigos mais próximos
 
Na década de 1840, Saint-Saëns entrou no Conservatório de Paris , onde estudou órgão e composição, este último sob Fromental...
 
Ler mais!
 
 
Saint-Saëns foi um intelectual multifacetado. Desde tenra idade, estudou geologia, arqueologia , botânica , e lepidoptery . Ele era um especialista em matemática
 
Saint-Saëns realizou a sua posição de ensino apenas como professor de piano...
 
Ler mais!
 
 
A descobrir ainda muito mais!
 
Camille Saint-Saëns destacou-se na infância como um menino-prodígio, revelando-se um excelente organista e pianista. Depois da sua formação musical, desempenhou o cargo de organista em várias igrejas e granjeou o respeito e admiração no meio musical francês.
 
 
Segue o Musikes em…
publicado por Musikes às 18:27 link do post
02 de Setembro de 2019

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

Após merecidas férias, o Musikes regressa de forças renovadas, com a promessa de aqui continuarmos a viajar por esse magnífico Séc. XIX.

 

Desta vez, iremos começar por conhecer a vida e ouvir a obra do compositor Camille Saint-Saëns.

 

****

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Camille Saint-Saëns

(1835-1921)

 

Introdução

 

“Compositor, pianista e organista francês.

 

Depois de ser considerado menino prodígio por seu virtuosismo ao piano, Saint-Saëns tornou-se uma das personalidades mais destacadas da vida musical parisiense na segunda metade do século XIX. Para seus contemporâneos, o famoso organista da Église de la Madeleine (1857-1877) era já um dos grandes compositores franceses do final do século. Suas obras de formato conservador apresentavam uma grande fantasia melódica e harmônica e dominavam os programas das salas de concertos. (…)” (https://educacao.uol.com.br/biografias/camille-saint-saens.htm)

 

Camille Saint-Saens: Trio Pn Fa Maj Op18/Allegro Vivace (1º and.)

 

Camille Saint-Saens: Trio Pn Fa Maj Op18/Andante (2º and.)

 

Camille Saint-Saens: Trio Pn Fa Maj Op18/Scherzo Presto (3º and.)

 

1141 Camille Saint-Saens: Trio Pn Fa Maj Op18/Allegro (4º and.)

 

 

Segue o Musikes no...

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 10:27 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Identifico-me totalmente com o argumento deste pos...
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
blogs SAPO