Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
06 de Março de 2019

As "Águas de Março", como diriam Tom Jobim e Elis Regina, trazem o silêncio do fado, a vibração da dança, os arrepios aos primeiros acordes de “A Guerra das Estrelas” ou “E.T.”, amor para a vida toda e ainda mais. Conheça as nossas propostas para o mês em que começa a primavera.
Grandes Músicas… Grandes Épocas!
 
Aqui algumas sugestões em destaque.
 
 
 
Film Symphony Orchestra
Domingo 10 Março - 18h00
 
O espetáculo que esgotou dezenas de salas espanholas chega finalmente a Portugal. Para assinalar o 50.º aniversário da primeira de muitas nomeações de John Williams aos Óscares, a Film Symphony Orchestra dá ao público duas horas e meia de concerto com as bandas sonoras mais emocionantes que este compositor americano deu ao cinema: "E.T.", "Indiana Jones", "Harry Potter", "A Guerra das Estrelas", "Parque Jurássico", "Encontros Imediatos de Terceiro Grau", "Super Homem", "O Tubarão", "A Lista de Schindler”.
 
 
Parsifal
 
“Parsifal” será um dos pontos altos 
da programação do Coliseu
Sexta 12 Abril - 21h30
 
 
O Coliseu Porto Ageas, em coprodução com o Teatro Nacional de São Carlos, apresenta "Parsifal", a derradeira obra de Wagner. O concerto acontece a 12 de abril, três dias antes de chegar à sala lisboeta, e será interpretado pela Orquestra Sinfónica Portuguesa e pelo Coro do Teatro Nacional de São Carlos. Com libreto largamente extraído do poema épico do século XIII da autoria de Wolfram von Eschenbach, a ópera narra a demanda do Santo Graal por Parzival, um dos cavalei­ros do mítico Rei Artur. O tenor Erin Caves encarnará Parsifal. Michael Kraus dará voz a Amfortas e Ante Jerkunica será Gurnemanz. A conduzir "Parsifal" estará o maestro Graeme Jenkins.

Eis a celebração ideal para o tempo de Páscoa. Grandes solistas, um notável Coro que raramente se pode ouvir ao vivo no Porto, um maestro extraordinário que já trabalhou para a Royal Opera House, a English National Opera, a Scottish Opera, a Opera North em Glyndebourne, entre outras, agora a dirigir uma das mais importantes orquestras nacionais no Coliseu.
 
Social  Facebook  Google Plus  print

Veja aqui toda a programação!
 
Segue o Musikes no...
publicado por Musikes às 10:50 link do post
03 de Março de 2019

 
O músico português atua em novembro nos Coliseus de Lisboa e do Porto, nos dias 8 e 15, no âmbito da digressão de apresentação de "Espiritual", editado em novembro do ano passado.
 
 
"“A digressão de apresentação de Espiritual, o mais recente disco do artista, já está na estrada, com os concertos agendados para janeiro todos esgotados. Em novembro deste ano chega aos Coliseus de Lisboa e Porto, nos dias 8 e 15, respetivamente. Os bilhetes já se encontram disponíveis nos locais habituais”, refere a promotora dos espetáculos (…).
 
(…) Depois disso, e antes de chegar aos coliseus, a digressão de Espiritual passa por Coimbra (29 de março), Sintra (30 de maio), Braga (31 de maio), Espinho (13 de julho) e Viseu (17 de agosto).

“Espiritual”, editado a 30 de novembro, é um disco com 15 canções, nas quais Pedro Abrunhosa exorciza angústias sobre vários assuntos, unidas pela “profundidade da palavra” e pelo som, “gravado à moda antiga”. (…)” (artigo do jornal Observador)

 
"“A palavra é fundamental no registo da minha escrita de canções, na minha atividade de escritor de canções. Esta atividade é uma atividade de escrita, e, portanto, a palavra é primordial”, afirmou, em entrevista à Lusa na altura, acrescentando que as letras “são o fio condutor” do disco.
 

O conjunto de 15 canções, que escolheu de um total de 30 compostas ao longo dos últimos dois anos, “faz um bloco”, ao qual decidiu chamar “Espiritual” porque, “em tempo de frivolidades, de superficialidade”, a arte “devolve esta profunda capacidade de contemplação, de usufruto, de estremecimento, de encantamento, de iluminação”.

O músico sublinhou tratar-se de uma espiritualidade “que não é o monopólio das religiões, é uma espiritualidade que é obviamente humana, que é esta do transcendente que existe na Arte”. (…)"

 
Continuar a ler!
 
 
Segue o Musikes no...
publicado por Musikes às 11:53 link do post
28 de Fevereiro de 2019

Março na Casa da Música - Porto

O húngaro Peter Eötvös regressa em Março para dirigir dois concertos com várias obras suas e dos seus compatriotas Kurtág e Bartók. A mais recente dessas obras é Secret Kiss, interpretada pelo Remix Ensemble. Com a Orquestra Sinfónica, Eötvös apresenta o Concerto para violino DoReMi.

A Sinfónica colabora com três pianistas ao longo do mês: Paulo Álvares na Quarta Sinfonia de Charles Ives, obra nunca antes tocada na Península Ibérica, Mário Laginhana famosa Rhapsody in Blue de Gershwin e Vasco Dantas Rocha no Segundo Concertode Rachmaninoff. Já o Ciclo de Piano recebe Alexander Romanovsky para um recital centrado em Chopin.

As vozes do Coro juntam dois motetes de Bach a uma encomenda a Michael Gordonem estreia nacional. Mas as viagens pelas Américas atravessam outros momentos da programação, como o Concerto de Carnaval da Orquestra Barroca ou a actuação do trio de estrelas do jazz formado por Danilo Pérez, John Patitucci e Terri Lyne Carrington.

Entre actividades para famílias, os concertos regulares no Café e muito mais, este será um mês cheio na Casa da Música.
 
Agenda Março 2019 (PDF)
 
 
Mas Março tem muito mais
 
 

Segue o Musikes no...
publicado por Musikes às 10:34 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
Quando estou triste, paro e medito...Quando estou ...
A música é, sem dúvida, o alimento da alma... das ...
blogs SAPO