Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
18 de Novembro de 2019

Grandes Músicas… Grandes Épocas!...
 
Se há imagens que valem por mil palavras, estas fotografias de Steve McCurry contam-nos mil histórias sobre a relação entre humanos e animais, fazendo-nos viajar pelas mais variadas regiões do mundo, como se o autor nos levasse pela mão que vira cada página de Animals, livro agora editado pela Taschen.
 
 

Nestas fotografias não há qualquer relação de domínio, nenhuma sensação de medo ou de perigo, apenas harmonia, respeito, companheirismo.

 
 

O fotógrafo americano, que o mundo passou a conhecer através dos olhos da menina afegã que fotografou para a capa da National Geographic, em 1985, reparou que começara a fotografar muitos animais logo no início da sua carreira, na Índia e no Afeganistão, porque mesmo nas cidades eles estão presentes, um pouco por todo o lado.

 
Leia mais aqui!
 
 
Segue o Musikes em…
publicado por Musikes às 15:23 link do post
23 de Outubro de 2019

Grandes Músicas… Grandes Épocas!...
 

Arte e cultura para todos 

São quatro coleções impressionantes, divididas entre fotografia, livros, pintura e moedas. Foram herdadas pelo NOVO BANCO e estão agora disponíveis através do projeto Arte & Cultura Partilham-se.

 
A cultura é, por ventura, aquilo que melhor define um povo, um país, e a maior e mais rica herança que se passa de geração em geração. É a marca por excelência que nos diferencia e torna únicos, sendo também sinónimo de conhecimento, história e memória. E não existe melhor forma de a difundir do que através da sua partilha.
 
Foi com essa filosofia em mente que, em 2018, o NOVO BANCO assinou um protocolo com o Estado e o Ministério da Cultura criando assim condições para a efetivação do projeto Arte e Cultura Partilham-se, assente na marca NOVO BANCO Cultura, cujo objetivo é difundir, privilegiando zonas interiores do pais, obras dos acervos herdados pelo NOVO BANCO e que se dividem entre a Coleção de Fotografia Contemporânea, a Biblioteca de Estudos Humanísticos, a Coleção de Numismática e a Coleção de Pintura.
 
Venha conhecer!
Saiba mais aqui!
 

 

Segue o Musikes em…
Facebook  Twitter  Padlet
publicado por Musikes às 08:12 link do post
15 de Maio de 2019

A primeira Ci.CLO Bienal Fotografia do Porto tem início na próxima quinta-feira, 16 de maio, e quer dar um contributo para mudanças rápidas na sociedade a favor do Planeta e da sobrevivência.

 

MUSIKES!

Grandes Músicas… Grandes Épocas!...

 

 

 

"De que forma podemos colaborar na transição para uma sociedade mais adaptada e sustentável? Como pode o pensamento e a criação artística contribuir para expandir o discurso em torno destas questões e traduzi-las em ação?" - estas são as duas grades questões que a Ci.CLO quer pôr em reflexão, através de exposições e oficinas que vão decorrer até 2 de julho.

 

Tomando como título "Adaptação e Transição", a primeira edição da bienal enfatiza as atuais crises social e ecológica e a forte influência do ser humano na estrutura do Planeta, para assentar no pressuposto de que adaptar-se à transição é já uma inevitabilidade para a sobrevivência. "Aceitar e iniciar essa transição é uma oportunidade de agirmos. Torna-se urgente redescobrir outras formas de pensar e olhar para a diversidade da vida de uma forma renovada e participante. Para continuar nesta jornada evolucionária de adaptação e transição é fundamental reorganizar o nosso conhecimento e percepções, explorar novas interações e hábitos, criar relações mais simbióticas entre o ser humano, os restantes seres vivos e a terra. Ou seja, estabelecer novos valores sociais, políticos e económicos que sejam ecologicamente sustentáveis", defende a organização.

 

A Ci.CLO Bienal Fotografia do Porto é uma plataforma de criação, debate e reflexão que celebra a prática artística e desenvolve um trabalho contínuo de pesquisa e experimentação através da fotografia e da sua relação transdisciplinar com outros campos artísticos. Os trabalhos apresentados na Bienal são, na sua maioria, resultado de várias residências artísticas e laboratórios de pesquisa realizados nesse âmbito, que procuram abordagens, metodologias e narrativas inovadoras, não só a nível artístico mas que também proponham uma maior consciencialização crítica sobre as alterações ambientais, culturais e sociais da atualidade.

 

Saiba mais!

 

 


Segue o Musikes em…


publicado por Musikes às 11:55 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
blogs SAPO