Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
17 de Novembro de 2019

A dar continuidade…

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Camille Saint-Saëns

(1835-1921)

 

“(…) A música de piano, embora não tão profunda ou tão desafiador quanto o de alguns de seus contemporâneos, ocupa o terreno estilística entre Liszt e Ravel . Às vezes brilhantes, transparentes e idiomáticas, a música para dois pianos inclui as Variações sobre um tema de Beethoven , o Scherzo , um pedaço palíndromo que utiliza uma mistura de tonalidades modernas e gestos convencionais, eo arabe Caprice , uma fantasia ritmicamente inventiva que paga homenagem à música do norte da África. (…)” (https://som13.com.br/camille-saint-saens/biografia)

 

Camille Saint-Saëns: Variations sur un thème de Beethoven

 

Camille Saint-Saëns: Caprice Arabe for two pianos, Op. 96

 

Liszt: The Great Piano Works - Part 1

 

Maurice Ravel: Complete Piano Music

 

Camille Saint-Saëns: Carnival Of The Animals - 2. Hens & Cockerels

 

Camille Saint-Saens: Trio Pn Fa Maj Op18/Andante (2º and.)

 

Camille Saint-Saëns: Piano Concerto No 2 in G minor, Op. 22

 

 

Segue o Musikes em…

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 09:12 link do post
07 de Outubro de 2019

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Camille Saint-Saëns

(1835-1921)

 

“(…) Na década de 1840, Saint-Saëns entrou no Conservatório de Paris , onde estudou órgão e composição, este último sob Fromental Halévy . Saint-Saëns ganhou muitos prêmios principais e ganhou uma reputação que resultou em sua introdução a Franz Liszt , que se tornaria um de seus amigos mais próximos. (…)

 

Camille Saint-Saëns: Carnival Of The Animals - 10. Aviary

 

Camille Saint-Saëns: Carnival Of The Animals - 11. Pianists

 

 

Na idade de 16, Saint-Saëns escreveu sua primeira sinfonia , o seu segundo, publicado como Sinfonia n º 1 em Mi bemol maior , foi realizada em 1853 para a surpresa de muitos críticos e compositores do companheiro. Hector Berlioz , que também se tornou um bom amigo, observou famosa, Il sait tout, Mais il manque d'inexperiência ("Ele sabe tudo, mas falta inexperiência").Para a renda, Saint-Saëns jogou o órgão em várias igrejas em Paris, com a sua primeira nomeação estar no Saint-Merri no Beaubourg área. [ 1 ] Em 1857, ele substituiu Lefébure-Wely na posição eminente de organista da Eglise de la Madeleine , que manteve até 1877. Seus semanais improvisações surpreendeu o público parisiense e ganhou observação de Liszt 1866 que Saint-Saëns foi o maior organista do mundo. Ele também compôs a famosa peça chamada Danse Macabre neste momento. (…)” (https://som13.com.br/camille-saint-saens/biografia)

 

Camille Saint-Saëns - Symphony No.1 in E-flat major, Op.2

 

Camille Saint-Saens: Danse Macabre

 

Camille Saint-Saens: Trio Pn Fa Maj Op18/Allegro Vivace (1º and.)

 

Camille Saint-Saens: Trio Pn Fa Maj Op18/Scherzo Presto (3º and.)

 

Camille Saint-Saëns: Carnival Of The Animals - 12. Fossils

 

 

Segue o Musikes no...

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 09:47 link do post
11 de Fevereiro de 2018

Na descoberta de uma época que faz parte da evolução das sociedades, a música, à semelhança das outras artes, enuncia através das suas sonoridades e formas, o que tanto caracteriza o século XIX.



Em jeito de despedida, mais uma vez, pela mão de Franz Liszt a desbravar a sua vida e obra que tanto marcaria uma época.



Boas audições!

 

*****

 

Só o que sonhamos é o que verdadeiramente somos, porque o mais, por estar realizado, pertence ao mundo e a toda a gente.” Fernando Pessoa

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Franz Liszt

(1811-1886)

 

Principais obras

 

Franz Liszt em quatro períodos de sua vida.

Liszt foi o criador do poema sinfônico, muito popular no século 19. No campo da música sacra, salientam-se as 4 oratórias: S. Isabel, S. Stanislaus (incompleta), Christus, e a vanguardista Via Crucis. Escreveu duas sinfonias, a Sinfonia Dante, inspirada na Divina Comédia de Dante Alighieri, e a Sinfonia Fausto, composta por diferentes quadros que caracterizam as personagens de Fausto, do escritor romântico alemão Goethe.

 

Franz Liszt: Liebesträume, notturnos for piano, No. 1 in A-Flat Major: "Hohe Liebe"

 

Franz Liszt: Liebesträume, notturnos for piano, No. 2 in E-Flat Major: "Seliger Tod: Gestorben War Ich"

 

Franz Liszt: Liebesträume, notturnos for piano, No. 3 in A-Flat Major: "O Lieb So Lang' Du Lieben Kannst"

 

*****

 

Liszt também escreveu inúmeros lieder e peças para música de câmara, das quais se devem destacar as peças para violino e piano.

A sua Sonata em Si menor, apesar de não ter agradado a Johannes Brahms, que disse ter adormecido durante a sua execução, é provavelmente sua obra de maior vulto. Também muito populares são suas rapsódias húngaras para piano. A Rapsódia n.º 2, a mais conhecida delas, tornou-se muito popular até como trilha sonora de desenhos animados. No compêndio de peças para piano como Liebesträume ("Sonhos de Amor"), produzida a partir de poemas de Ludwig Uhland e Ferdinand Freiligrath, destaca-se a peça No. 3, conhecida como Liebestraum, a qual faz parte do repertório de aclamados pianistas como Lang Lang, Richard Clayderman, Evgeny Kissin, e Valentina Igoshina.

 

Franz Liszt: Rapsódia Húngara N. 2 no Piano - Música do Tom & Jerry cartoon

 

Suas principais obras são: 19 Rapsódias Húngaras para Piano, (posteriormente orquestradas), 12 Estudos de Execução Transcendental, Sonata em Si menor, Sinfonia Fausto, Sinfonia Dante, Concerto para Piano No. 1, Concerto para Piano No. 2, Valsa Mephisto No. 1, Liebesträume No. 3, e Poemas Sinfónicos.

 

Franz Liszt: Von der Wiege bis zum Grabe: I. Die Wiege

 

Franz Liszt: Von der Wiege bis zum Grabe: II. Der Kampf Ums Dasein

 

Franz Liszt: Von der Wiege bis zum Grabe: III. Zum Grabe "Die Wiege Des Zukünftigen Lebens"

 

Franz Liszt: St. François D'assisem, "La Prédication Aux Oiseaux"

 

Franz Liszt: St. François De Paule Marchant Sur Les Flots

 

Franz Liszt: Mephisto - Waltz No. 1 ("der Tanz in Der Dorfschänke")

 

Franz Liszt: Mephisto - Waltz No. 2

 

 

*** 

 

E eis-nos terminado mais um capítulo de “Grandes Músicas... Grandes Épocas...” do romantismo do século XIX.


Deixo aqui o convite, como que em jeito de introdução, a vires desfrutar de uma leitura e audiçã o acerca de toda uma época que marcou profundamente toda a sociedade e a organização das nações.

 

No Facebook e Twitter, em qualquer dispositivo.

Passa por lá!

 

Por isso!...

Não percas o próximo post… porque nós… também não!

publicado por Musikes às 12:39 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Identifico-me totalmente com o argumento deste pos...
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
blogs SAPO