Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
19 de Outubro de 2019

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Camille Saint-Saëns

(1835-1921)

 

“(…) Em 1870, a Guerra Franco-Prussiana , apesar de ser mais em apenas seis meses, deixou uma marca indelével sobre o compositor. Ele estava aliviado de lutar dever como um dos favoritos de um parente do imperador Napoleão III , mas fugiu para Londres, no entanto há vários meses quando a Comuna de Paris começou na Paris sitiada de inverno 1871, sua fama e status social representa uma ameaça para sua sobrevivência. No mesmo ano, ele co-fundou com Romain Bussine a Société Nationale de Musique , a fim de promover uma nova música e, especificamente francesa. (…)

 

Camille Saint-Saëns: Symphony #3 In C Minor, Op. 78, "Organ" - 2b. Maestoso, Allegro Molto

 

Camille Saint-Saëns: Piano Concerto No 2 in G minor, Op. 22

 

Camille Saint-Saëns: Piano Concerto No.5 in F major., Op. 103

 

 

Depois da queda da Comuna de Paris, a Sociedade estreou obras por membros, como Fauré, Franck César , Lalo Édouard , e Saint-Saëns si mesmo, que serviu como da sociedade co-presidente. Desta forma, Saint-Saëns tornou-se uma figura poderosa na definição do futuro da música francesa. (…)” (https://som13.com.br/camille-saint-saens/biografia)

 

Camille Saint-Saëns: Violin Concerto No 3 in B minor, Op. 61

 

Camille Saint-Saëns: Violin Concerto No. 2 in C Major

 

Camille Saint-Saëns

 

Camille Saint-Saens: Piano Concerto No. 1 In E Major, Op. 17 No. 1

In E major, Op. 17

 

 

Segue o Musikes no...

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 11:40 link do post
23 de Abril de 2019

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Johannes Brahms

(1833-1897)

 

“(…) Em 1863 apresenta seu primeiro recital. Com a excelente repercussão, é nomeado para a direção da Academia de Canto de Viena. Em 1866, excursiona pela Áustria, em companhia de Joseph Joachim, com quem se apresenta em vários concertos. De volta a Viena inicia a comovente composição o “Réquiem Alemão”, que mais tarde tomou conhecimento que seu Réquiem fora executado numa homenagem póstuma aos mortos alemães da Guerra Franco-Prussiana. (…)” (https://www.ebiografia.com/johannes_brahms/)

 

Johannes Brahms: Réquiem Alemão

 

Johannes Brahms: Hungarian Dance #4, WoO 1/4

 

Johannes Brahms: Hungarian Dance #9, WoO 1/9

 

 

“(…) Aos 44 anos, Johannes Brahns aparentava ter mais idade, com uma longa barba e um ar compenetrado, se tornara agressivo e intransigente, não hesitava em recusar honrarias, como fez com a Universidade de Cambridge. Nos anos 80, passa por uma fase de novas e grandes produções orquestrais, entre elas, a “Terceira Sinfonia, em Fá Maior, Opus 90”. A peça aumentou ainda mais seu prestígio, como sinfonista. (…)” (https://www.ebiografia.com/johannes_brahms/)

 

Johannes Brahms: Sinfonia Nº 3 In F-Major, Op. 90 (completa)

 

 

Segue o Musikes no...

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 12:41 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Identifico-me totalmente com o argumento deste pos...
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
blogs SAPO