Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
15 de Novembro de 2019

Grandes Músicas… Grandes Épocas!...

 

No Dia Nacional dos Surdos e Deficientes Auditivos, o Musikes republica um artigo de alerta para a preservação desse sentido tão importante para compreendermos e apreendermos o que nos rodeia. Ora leiam e reflictam!

 

 

Hábitos pouco saudáveis relacionados com o uso de auriculares estão a fazer com que certos problemas auditivos surjam mais cedo. OMS estima que existem mil milhões de jovens em risco em todo o mundo.

 

 

A OMS estima que quase 50% dos jovens de países desenvolvidos entre os 12 e os 35 anos estão “expostos a níveis inseguros de som”

 

Em Espanha, é cada vez maior o número de jovens adultos que aparece em consultas de otorrinolaringologia com problemas auditivos típicos de pessoas mais velhas. A causa do problema parece ser o uso exagerado e prolongado de auriculares e o hábito de ouvir música demasiado alta. Esta é a opinião de vários especialistas ouvidos pelo El Mundo, que fizeram eco das preocupações da Organização Mundial de Saúde (OMS) que, há uns anos, divulgou um estudo em que alertou para os perigos de certas práticas.

 

Leia mais!

 


Segue o Musikes em…


publicado por Musikes às 17:31 link do post
18 de Setembro de 2019

Embora tenha sido criado para ser utilizado em salas de aula um pouco por todo o mundo, Ocean School é uma experiência imersiva para aventureiros marinhos de todas as idades.

 
Descubra os mistérios dos oceanos numa sala de aula interativa em Ocean School
 
 

Criado pelo National Board Film do Canadá e pela Universidade de Dalhousie, parceria com o Ocean Frontier Institute, Ocean Schoolpromete ser uma experiência inovadora de aprendizagem online acerca da vida nos nossos oceanos.

 
MUSIKES!
 
 

O website combina tecnologias utilizadas no âmbito da educação com técnicas de storytelling de modo a imergir o utilizador no mundo da cultura e das ciências do oceano. Interagindo com, por exemplo, com vídeos 360 e realidade aumentada, quem visitá-lo poderá ser digitalmente transportado para uma autêntica viagem marítima.

 
Saiba mais!
 
 
Segue o Musikes em…
publicado por Musikes às 11:07 link do post
24 de Janeiro de 2019

Nestas estantes, guardam-se espólios antigos, edições raras e outras preciosidades mais atuais, de todas as áreas do saber. Seleção das 20 bibliotecas mais curiosas do País e, nalguns casos, do mundo

 
 
Forradas a folha de ouro e decoradas com motivos chineses, as estantes da Biblioteca Joanina guardam um acervo de cerca de 60 mil livros, com inúmeras relíquias desde o século XVI ao XVIII
 

Forradas a folha de ouro e decoradas com motivos chineses, as estantes da Biblioteca Joanina guardam um acervo de cerca de 60 mil livros, com inúmeras relíquias desde o século XVI ao XVIII.

 
1. BIBLIOTECA JOANINA, COIMBRA

 

Tem lugar cativo na lista das bibliotecas mais bonitas do mundo. Obra-prima do Barroco, foi construída durante o reinado de D. João V (o retrato está em lugar de destaque), com os meios da própria Universidade de Coimbra (UC) – 67 contos de réis, o triplo do seu orçamento anual –, e ficou concluída em 1728. “É tão bela que faz esquecer a sua funcionalidade, mas trata-se de uma biblioteca viva e não de um museu”, sublinha José Bernardes, diretor da Biblioteca Geral da UC, responsável pela Joanina.

 

A não perder: Um exemplar da primeira edição d’Os Lusíadas, uma Bíblia Atlântica, do século XII, e uma Bíblia Hebraica (um dos 20 exemplares no mundo) estão entre as raridades da Joanina

 
 
mil volumes, desde o século XV ao XVIII, dedicados a ciências (Medicina, Física, Matemática, Astronomia), literatura de viagens, botânica, clássicos e religião, entre outras áreas
 

2. BIBLIOTECA DO PALÁCIO NACIONAL DE MAFRA

 

No livro The World’s Most Beautiful Libraires, editado pela Taschen, podemos encontrar a Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra. Esta é apenas uma das menções que a ela se fazem, muitas outras publicações nacionais e internacionais distinguem-na, quer pela sua beleza quer pela riqueza do património que guarda nas estantes de madeira. Mais do que um motivo de orgulho, e um regalo para os nossos olhos, é um verdadeiro repositório do saber. “É uma biblioteca conventual notável, formada a partir de encomendas joaninas”, diz Mário Pereira dos Santos, diretor do Palácio Nacional de Mafra

 

A não perder: Existe um núcleo significativo dedicado à literatura religiosa. A coleção de Bíblias é notável, das quais se destaca a célebre Bíblia Complutense (do cardeal Cisneros), a primeira poliglota, editada em 1514

 
 
A Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa, reabriu em junho de 2017, depois de dois anos em obras

 

A Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa, reabriu em junho de 2017, depois de dois anos em obras

 

3. BIBLIOTECA PALÁCIO GALVEIAS, LISBOA

 

Por dia, cerca de 800 pessoas sentam-se nas várias salas, jardim, terraço e esplanada da Biblioteca Municipal Palácio Galveias, no Campo Grande, que ocupa um edifício nobre construído nos finais do séc. XVII. Com as obras de melhoramento, concluídas em junho de 2017, as salas distribuídas pelo piso térreo e pelo primeiro andar foram adaptadas para estudo e, desde então, há mais lugares e espaços polivalentes para formação, conferências, sessões de cinema, teatro e até aulas de ioga

 

A não perder: Foi na Biblioteca das Galveias que José Saramago começou “realmente a aprender a ler”, escreveu o Prémio Nobel em Cadernos de Lanzarote: Diário V

 
E estas são apenas algumas.
Conhece mais das 20 bibliotecas mais curiosas do País e, nalguns casos, do mundo.
publicado por Musikes às 18:31 link do post
03 de Setembro de 2017

Ora, vamos a isto!

 

Desta vez, a sugestão para uma atenta leitura de um interessante artigo do jornal online Observador.

“Só seis pessoas em todo o mundo a sabem assobiar. São habitantes de uma pequena aldeia no canto sudeste da ilha grega de Evia que nem sequer aparece no Google Maps.”

 

Não deixem de ler!

Boas leituras!

 

****

 

Língua assobiada com 2500 anos está prestes a desaparecer

(artigo do Observador de 01/08/2017)

 

“Só seis pessoas em todo o mundo a sabem assobiar. São habitantes de uma pequena aldeia no canto sudeste da ilha grega de Evia que nem sequer aparece no Google Maps. A língua é conhecida por sfyria.

A língua começou a ser utilizada como forma de conversar a longa distância através de vales

 

Estima-se que exista há 2500 anos. A língua assobiada conhecida por sfyria é uma das mais raras do mundo e está prestes a desaparecer. É, de acordo com o Atlas das Línguas em Perigo da UNESCO, a língua — assobiada ou não — com menos falantes vivos. Os únicos que existem vivem em Antia, uma pequena aldeia no canto sudeste da ilha grega de Evia, que nem sequer aparece no Google Maps.

Sfyria é uma versão assobiada da língua grega em que as letras e as sílabas correspondem a tons e frequências distintos. Assemelha-se ao som dos pássaros. A explicação foi dada pela linguista grega Dimitra Hengen, à BBC. Hengen garantiu ainda que as mensagens enviadas em sfyria podem ser ouvidas até quatro quilómetros de distância, através dos vales das montanhas. Um grito só atinge uma distância dez vezes inferior.

 

Por natureza, uma língua assobiada já é muito mais ameaçada do que uma língua falada, porque é muito mais difícil de se reproduzir”, esclareceu Hengen.

As únicas pessoas que conseguiam entender e reproduzir esta língua são pastores e agricultores de Antia, que foram passando a tradição para os filhos. Mas a população desta aldeia diminuiu de 250 para 37 pessoas. Os habitantes que sabiam assobiar perderam os dentes, ficando impossibilitados de a reproduzir. Atualmente, só existem seis falantes de sfyria.

 

A origem desta língua assobiada não é certa. Ninguém sabe ao certo quando começou a ser utilizada. Sabe-se que vem da palavra grega sfyrizo, que significa “apito”. Estima-se que há cerca de 2500 anos começou a ser utilizada como forma de conversar a longa distância. Há a teoria de que a língua começou a ser utilizada na Grécia Antiga, para que os habitantes de Antia pudessem sinalizar um ataque iminente contra o império.

Só em 1969 é que a sfyria foi descoberta, quando um avião caiu nas montanhas na aldeia de Antia. Quando a equipa de buscas chegou para procurar o piloto desaparecido, ouviram os pastores a assobiar através dos vales e ficaram encantados, relembra a BBC.”

 

Texto: Observador

 

***

 

E ainda haverá muito mais a partilhar.

E claro! Todas as novidades também no Facebook e Twitter.

 

Por isso!...

Não percas o próximo post… porque nós… também não!!!

publicado por Musikes às 15:26 link do post
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Identifico-me totalmente com o argumento deste pos...
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
blogs SAPO