Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
02 de Dezembro de 2019

Grandes Músicas… Grandes Épocas!...

 

Como se espera, este é um mês marcado pelos programas especiais de Natal e os agrupamentos residentes da Casa da Música estão empenhados em programas especialmente desenhados para o efeito. O Ciclo Piano 2019 despede-se com um pianista favorito do seu público, Pedro Burmester, num final de temporada que traz também o último capítulo da Integral das Sinfonias de Tchaikovski: a Sexta Sinfonia do grande compositor russo sob a direcção do maestro norte-americano Joseph Swensen.

 

São várias as oficinas educativas para os mais novos e as famílias. Já no primeiro dia do mês, não perca A Grande Viagem, um espectáculo pleno de fantasia onde uma marioneta ganha vida e transmite emoções como gente real.

 

Os concertos no Café continuam a marcar a noite portuense e apresentam os projectos de músicos que fazem a diferença, como Gileno Santana, João Mortágua, Luís Figueiredo e André B. Silva.

 
 
Aqui alguns destaques!
 
 
 
O Príncipe de Bartok
 
07 DEZ SÁB · 18:00
O PRÍNCIPE DE BARTOK
ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO CASA DA MÚSICA

Escrito em período de conflito mundial por um músico angustiado, O Príncipe de Pau é um bailado-pantomima de inspirado sentido poético, um conto de fadas sobre o qual pesa algum simbolismo trágico. Para conquistar a princesa por quem se apaixonou, um príncipe tem de atravessar a floresta enfeitiçada por uma bruxa. Por cautela, envia a sua réplica feita de pau, mas acontece que a princesa se apaixona pelo boneco… pelo menos até o feitiço que lhe deu vida terminar. Além da estreia mundial de mais uma encomenda ao Jovem Compositor em Residência 2019, o concerto inclui a estreia portuguesa de uma obra assinada há apenas três anos por um dos mais notáveis compositores do nosso tempo, o britânico Harrison Birtwistle. Estreada na Filarmónica de Berlim sob a direcção de Daniel Barenboim, Deep Time explora uma ideia de dimensão temporal que nos é inacessível e onde o princípio e o fim se confundem na bruma.

Saber mais


Sinfonia Patética

15 DEZ DOM · 12:00
SINFONIA PATÉTICA

ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO CASA DA MÚSICA
CONCERTO COMENTADO
PARA FAMÍLIAS

Tchaikovski imaginou a sua derradeira sinfonia como uma celebração da vida – as paixões compulsivas, o amor e os desgostos. Sobre ela afirmou conter um programa secreto e autobiográfico, que deu origem a múltiplas especulações adensadas pelo facto de o compositor ter morrido apenas nove dias após a sua estreia. Os mistérios em torno da Sinfonia Patética e da vida conturbada do célebre compositor russo são o mote para os comentários de Mário Azevedo a uma obra emotiva, marcada pelas melodias românticas e orquestrações brilhantes demonstradas pela orquestra com vários exemplos que precedem a interpretação integral da sinfonia.

 
Saber mais


Música para o Natal

08-22 DEZ
MÚSICA PARA O NATAL

 

A quadra natalícia traz à Casa da Música momentos especiais que vale a pena acompanhar. A Sinfónica, a Barroca e o Coro despedem-se do Novo Mundo trazendo para palco a música do norte-americano Samuel Barber e do missionário jesuíta Domenico Zipoli, que escreveu obras sacras na América do Sul em pleno período Barroco. O mundo das crianças não é esquecido com o conto Hänsel und Gretel na versão de Humperdinck, num concerto que inclui a grandiosa Sinfonia Órgãode Saint-Saëns. Também a Banda Sinfónica Portuguesa acrescenta um sopro de fantasia a este Natal, com música que nasce sobre ideais de esperança. O ciclo conta com um grande concerto do Conservatório de Música do Porto que junta em palco a comunidade escolar numa noite especial.

 
Saber mais
 

Toda a programação de Dezembro!


Segue o Musikes em…
 
 
publicado por Musikes às 18:39 link do post
29 de Novembro de 2019

Quase já a terminar esta jornada.

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Camille Saint-Saëns

(1835-1921)

 

“(…) Ele foi muitas vezes acusado de ser insensível e de negócios, como, menos memorável do que outros artistas mais carismáticos. Ele foi provavelmente o primeiro pianista a realizar publicamente um ciclo de todas as Mozart concertos para piano. Em alguns casos, estes influenciados seus próprios concertos para piano, por exemplo, o primeiro movimento de seu Concerto para Piano em 4 º C menor se parece muito com o último movimento de Mozart Concerto 24 , que está na mesma chave. Por sua vez, os seus próprios concertos parecem ter influenciado as de Sergei Rachmaninoff e outros compositores românticos mais tarde. Ao longo de sua vida, Saint-Saëns continuou a jogar com a técnica ensinada a ele por Stamaty, usando a força da mão e não o braço. Claudio Arrau nunca esqueceu a facilidade com que Saint-Saëns jogou (ele cita scherzo quarto de Chopin como um exemplo). (…)” (https://som13.com.br/camille-saint-saens/biografia)

 

W. A. Mozart: Piano Concerto No. 21, K.467

 

W. A. Mozart: Piano Concerto No. 16 in D Major, K. 451

 

Camille Saint-Saëns - Piano Concerto No. 4, Op. 44

 

Sergei Rachmaninoff: Piano Concerto No. 3, Argerich HQ COMPLETE

 

Sergei Rachmaninoff ‒ Piano Concerto No.1, Op.1

 

Camille Saint-Saëns: Carnival Of The Animals - 5. The Elephant

 

Camille Saint-Saëns: Carnival Of The Animals - 1. Introduction & Royal March Of The Lion

 

 

Segue o Musikes em…

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 09:39 link do post
19 de Outubro de 2019

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Camille Saint-Saëns

(1835-1921)

 

“(…) Em 1870, a Guerra Franco-Prussiana , apesar de ser mais em apenas seis meses, deixou uma marca indelével sobre o compositor. Ele estava aliviado de lutar dever como um dos favoritos de um parente do imperador Napoleão III , mas fugiu para Londres, no entanto há vários meses quando a Comuna de Paris começou na Paris sitiada de inverno 1871, sua fama e status social representa uma ameaça para sua sobrevivência. No mesmo ano, ele co-fundou com Romain Bussine a Société Nationale de Musique , a fim de promover uma nova música e, especificamente francesa. (…)

 

Camille Saint-Saëns: Symphony #3 In C Minor, Op. 78, "Organ" - 2b. Maestoso, Allegro Molto

 

Camille Saint-Saëns: Piano Concerto No 2 in G minor, Op. 22

 

Camille Saint-Saëns: Piano Concerto No.5 in F major., Op. 103

 

 

Depois da queda da Comuna de Paris, a Sociedade estreou obras por membros, como Fauré, Franck César , Lalo Édouard , e Saint-Saëns si mesmo, que serviu como da sociedade co-presidente. Desta forma, Saint-Saëns tornou-se uma figura poderosa na definição do futuro da música francesa. (…)” (https://som13.com.br/camille-saint-saens/biografia)

 

Camille Saint-Saëns: Violin Concerto No 3 in B minor, Op. 61

 

Camille Saint-Saëns: Violin Concerto No. 2 in C Major

 

Camille Saint-Saëns

 

Camille Saint-Saens: Piano Concerto No. 1 In E Major, Op. 17 No. 1

In E major, Op. 17

 

 

Segue o Musikes no...

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 11:40 link do post
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
blogs SAPO