Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
27 de Março de 2018

“(…) contramão dos limites impostos pela Arte até o século XIX, que considerava apenas as linguagens artísticas de forma separada. Wagner acreditava que a pintura, a música e a poesia já haviam alcançado o fim de suas evoluções e que, para inovar, seria necessário combinar as linguagens em uma Gesamtkunstwerk. Elaborou (…)”.” (…)” (https://www.sul21.com.br/noticias/2013/05/os-200-anos-do-genial-e-ainda-polemico-richard-wagner/)

 

E mais um passo na direcção de ainda conhecermos muito mais da vida e obra, e sobretudo, a ouvires fluentemente a grandiosa obra musical do compositor Richard Wagner, um revolucionário artista do século XIX.

 

Boas audições!

 

*****

 

“Só o que sonhamos é o que verdadeiramente somos, porque o mais, por estar realizado, pertence ao mundo e a toda a gente.” Fernando Pessoa

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Richard Wagner

(1813-1883)

 

“(…) Durante o período que passou na Baviera, Wagner se apaixonou por Cosima von Bullow, a esposa do maestro Hans von Bullow. Mesmo feio, baixinho e de cabeça achatada, ele despertava o interesse das mulheres. Cosima abandonou o marido e os dois partiram para Bayreuth (região da Baviera). Lá, eles tiveram dois filhos antes mesmo do casamento.

Na cidade, o compositor construíu um teatro, exclusivamente para apresentar suas obras. A estrutura, que seguiu o modelo grego, fez muito sucesso e colecionou uma legião de admiradores. (…)” (http://musicaclassica.folha.com.br/cds/09/biografia.html)

 

Richard Wagner: Albumblatt für Ernst Benedikt Kietz, WWV 64 ‘"Lied ohne Worte’"

 

Richard Wagner: Polonaise in D Major, WWV 23a

 

Richard Wagner: Notenbrief für Mathilde Wesendonck

 

Richard Wagner: Lied: Der Tannenbaum

 

Richard Wagner: Lied: Gruss seiner Treuen an Friedrich August den Geliebten (version for voice and piano)

 

Richard Wagner: Albumblatt für Frau Betty Schott, WWV 108

 

Richard Wagner: Polonaise for Piano Four Hands in D Major, WWV 23b, Op. 2

 

***

 

Longa a viagem… mas plena de descobertas.  Apenas “Grandes Músicas... Grandes Épocas...” do romantismo do século XIX.

 

Aqui o convite a vires desfrutar de uma leitura e audição acerca de toda uma época que marcou profundamente toda a sociedade tal como a conhecemos hoje.

 

No Facebook e Twitter, em qualquer dispositivo.

Passa por lá!

 

Por isso!...

Não percas o próximo post… porque nós… também não!

publicado por Musikes às 12:38 link do post
16 de Fevereiro de 2018

“No século 19, o sentimento nacionalista vai alimentar, em toda Europa, a busca de uma identidade própria, principalmente no campo da arte.

Foi justamente Richard Wagner quem contribuiu, em grande estilo, para a criação de uma identidade nacional alemã. (…)” (http://musicaclassica.folha.com.br/cds/09/contexto.html)

 

Eis aqui introduzido o mote para vires a conhecer, e sobretudo, a ouvires fluentemente a grandiosa obra musical do compositor Richard Wagner, um revolucionário artista do século XIX.

 

Boas audições!

 

*****

 

“Só o que sonhamos é o que verdadeiramente somos, porque o mais, por estar realizado, pertence ao mundo e a toda a gente.” Fernando Pessoa

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Richard Wagner

(1813-1883)

 

“Richard Wagner (…) foi um compositor alemão que se tornou num dos expoentes máximos do período do Romantismo na história da música ocidental. Ficou essencialmente conhecido pelas suas óperas (ou "dramas musicais", como ele gostava de chamar) e pela criação do "Leitmotiv" (um tema musical associado a cada personagem).

Ele tentou criar a obra de arte total, juntando musica, teatro, poesia e arte visual numa só entidade. Desta busca intensa resultou a construção de uma casa especial em Bayreuth somente para a exibição dos seus dramas musicais. (…)

(…) Apesar de controverso e polémico devido às suas ideologias antissemitas, é considerado unanimemente como um dos principais compositores de todos os tempos. (…)” (https://www.letradamusica.net/richard-wagner/biografia-artista.html)

 

Richard Wagner - The ride of the Valkyries from "Die Walküre"

 

Richard Wagner - Das Liebesverbot - Overture (A Proibição do Amor)

 

Richard Wagner: Götterdämmerung (Crepúsculo dos Deuses

 

***

 

Eis-nos a iniciar mais uma página de “Grandes Músicas... Grandes Épocas...” do romantismo do século XIX.

 

Deixo aqui o convite, como que em jeito de introdução, a vires desfrutar de uma leitura e audição acerca de toda uma época que marcou profundamente toda a sociedade tal como a conhecemos hoje.

 

No Facebook e Twitter, em qualquer dispositivo.

Passa por lá!

 

Por isso!...

Não percas o próximo post… porque nós… também não!

publicado por Musikes às 12:39 link do post
21 de Julho de 2017

O romantismo inspirou os mais variados artistas, não só do século XIX, mas também todo o século XX nas diversas artes.

Frédéric Chopin é, sem dúvida alguma, uma referecia para os pianistas e compositores da época e dos dias de hoje.

 

Boas audições!

 

***** 

 

“Só o que sonhamos é o que verdadeiramente somos, porque o mais, por estar realizado, pertence ao mundo e a toda a gente.” Fernando Pessoa

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Frédéric Chopin

(1810-1849)

 

“(…) A música de Frédéric Chopin é de carácter essencialmente pessoal, com um acento romântico cheio de melancolia, em ocasiões de uma pungente tristeza.

Afasta-se decididamente da normativa clássica, tanto nos ritmos como nas harmonias. Se bem que seja de lhe reprovar certo sentimento doentio, também é verdade que a sua música está cheia de encanto, de sabor e de uma poesia delicada e penetrante. Provavelmente, a sua tuberculose não é alheia a esta morbidez. (…)” (…)” (http://www.portalsaofrancisco.com.br/biografias/frederic-chopin)

 

Frédéric Chopin: Etude Nº 3 In E, Op. 10

 

Frédéric Chopin: Etude Nº 3 In F, Op. 25

 

Frédéric Chopin: Prelude Nº 1 In C, Op. 28

 

Frédéric Chopin: Prelude Nº 2 In A Minor, Op. 28

 

*****

 

“(…) Entre as suas composições mais originais há que citar a grande Valsa em mi menor, as valsas em lá menor e em ré bemol maior; a admirável polonesa n.º 8, a Fantasia de Improviso, o delicioso Scherzo em si bemol, o Concerto em mi menor, os Nocturnos, os Prelúdios, a Marcha Fúnebre…

Quanto ao seu gênio como pianista, segundo testemunhos da época, é de uma graça elegíaca, de uma elegância fora do comum e de uma poesia e um vigor pessoal sem igual. (…)” (…)” (http://www.portalsaofrancisco.com.br/biografias/frederic-chopin)

 

Frédéric Chopin: Nocturne Nº 1 In B Flat Minor, Op. 9

 

Frédéric Chopin: Polonaise No 1 in C sharp minor, Op. 26

 

Frédéric Chopin: Polonaise Nº 2 in E flat Minor, Op. 26

 

Frédéric Chopin: Waltz Nº 1 in E flat Major, Op. 18

 

Frédéric Chopin: Waltz Nº 2 in A-Flat Major, Op. 34

 

Frédéric Chopin: Mazurka Nº 1 In F Sharp Minor, Op. 6

 

Frédéric Chopin: Mazurka Nº 1 In B flat major, Op. 7

 

***

 

A riqueza das formas e sonoridades, a diversidade temática e sua densidade emotiva, creio que são o perfeito pretexto para não perderes as próximas publicações.

 

Também no Facebook e Twitter, em qualquer dispositivo.

Passa por lá!

 

Por isso!...

Não percas o próximo post… porque nós… também não!

publicado por Musikes às 12:29 link do post
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
Quando estou triste, paro e medito...Quando estou ...
A música é, sem dúvida, o alimento da alma... das ...
blogs SAPO