Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
11 de Maio de 2021

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Robert Schumann 6 e Clara Schumann em 1847 (2).jpg

Robert Alexander Schumann

(1810-1856)

 

“(…) Nessa altura, Brahms, como um filho mais velho, tomou sobre si as responsabilidades da casa. Clara Schumann tornou-se uma grande amiga e companheira, representando para ele, de certa forma, o que Nadeja Von Meck foi para Tchaikovski. Muito se especulou sobre essa amizade mas ao que parece Brahms e Clara nunca se apaixonaram. Por outro lado, Ambos destruíram cartas e outros documentos que poderiam afirmar isso. Restou apenas a dúvida.

Os pesquisadores Eliot Slater, Alfred Meyer e Eric Sams afirmam que a demência de Schumann seria decorrente de uma sífilis terciária mal curada, que o próprio compositor admitiu ter contraído nos seus anos de juventude.

De Endenich, Schumann jamais sairia. Proibido de ver Clara, recebe frequentemente a visita de amigos. Para Clara, envia cartas que testemunham o seu amor até o fim: "Oh! se eu pudesse te rever, falar-te mais uma vez". A 23 de Julho de 1856, chamada com urgência, Clara testemunha os seus últimos momentos de consciência: "Ele sorriu-me, e com grande esforço enlaçou-me nos seus braços. Eu não trocaria esse abraço por todos os tesouros do mundo". Morre no dia 29 de Julho, com 46 anos.” (https://www.rtp.pt/antena2/geral/robert-schumann_1908)

 

Robert Schumann: Réquiem, Op. 148 (1852)

 

Robert Schumann; 6 Studien für den Pedal-Flügel, Op. 56 - No. 1 em Dó maior (1845)

 

Robert Schumann: 6 Studien für den Pedal-Flügel, Op. 56 - No. 2 Lá menor (1845)

 

Robert Schumann: 6 Studien für den Pedal-Flügel, Op. 56 - No.5, em Si menor (1845)

 

Robert Schumann: Seis Fugas Sobre o nome de "BACH", Op. 60 - No. 3 em Sol menor (1845)

 

Robert Schumann: Seis Fugas Sobre o nome de "BACH", Op. 60 - No. 5 em Fá maior (1845)

 

Robert Schumann: Novelletten, Op. 21 - No. 4 em Ré maior.(1838)

 

Robert Schumann: Novelletten, Op. 21 - No. 7 em Mi maior.(1838)

 

Robert Schumann: Ópera “Genoveva" - Abertura, , Op. 81 (1846-1848)

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:34 link do post
05 de Maio de 2021

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Robert Schumann 1 (5).jpg

Robert Alexander Schumann

(1810-1856)

 

“(…) Atormentado e insone, na noite de 17 de Fevereiro de 1854, Schumann levanta-se repentinamente da sua cama para escrever um tema ditado por anjos que via ao seu redor. Mas, aos poucos, essas figuras celestiais transformam-se em demónios em forma de hiena e de tigre. E essas novas visões são acompanhadas de uma música tenebrosa e assustadora. Pede então para ser internado num asilo de alienados. Poucos dias depois, a 27 de Fevereiro, tenta o suicídio, atirando-se às águas do rio Reno. Salvo por barqueiros, é conduzido ao asilo de Endenich, próximo de Bona. (…)” (https://www.rtp.pt/antena2/geral/robert-schumann_1908)

 

Robert Schumann: Carnaval, Op. 9 - Chiarina

 

Robert Schumann: Carnaval, Op. 9 - Chopin

 

Robert Schumann: Scenes From Childhood, Op. 15 - The Poet Speaks

 

Robert Schumann: Scenes From Childhood, Op. 15 - At The Fireside

 

Robert Schumann: Davidsbündlertänze, Op. 6. (1837, revised 1850)

 

Robert Schumann: Piano Sonata No. 2 in G Minor, Op. 22

 

Robert Schumann: Concerto para Quatro Trompas e Orquestra

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:09 link do post
03 de Maio de 2021

No Musikes em Abril...
publicado por Musikes às 07:09 link do post
06 de Abril de 2021

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Robert Schumann 3 em 1850 (3).jpg

Robert Alexander Schumann

(1810-1856)

 

“(…) O seu ritmo de trabalho, normalmente muito intenso, às vezes tornava-se frenético. Disso resultariam algumas crises nervosas muito sérias, como ocorreu no início de 1843, em Julho de 1844 e em 1847. Mas estas crises não seriam senão o prelúdio de algo mais grave: a loucura que marcaria os seus últimos anos.Em 1851, ocupando o cargo de director de orquestra em Düsseldorf, Schumann teve graves problemas com os músicos, devido à sua instabilidade emocional. Em 1853, começou a ter alucinações auditivas, ouvindo incessantemente a nota "lá"; a isso juntavam-se a dificuldade de fala e a melancolia. (…)” (https://www.rtp.pt/antena2/geral/robert-schumann_1908)

 

Robert Schumann: Frauenliebe und Leben, Op. Ciclo (1840), sobre texto de Chamisso

 

Robert Schumann: Waldszenen, Op. 82 (1848-49)

 

Robert Schumann: Faschingsschwank aus Wien. Fantasiebilder, Op. 26 (1839)

 

Robert Schumann: Abertura e música incidental para Nanfred”, Op. 115 (1849)

 

Robert Schumann: Liederkreis, Opus 39. (1840), sobre texto de Eichendorff

 

Robert schumann Fantasia para Violino e Orquestra em Dó maior, Opus 131. (1853)

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:21 link do post
01 de Abril de 2021

 
No blog outros compositores e... mais a descobrir!
 
 
Também no Facebook!
publicado por Musikes às 07:09 link do post
31 de Março de 2021

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Robert Schumann 5 and Clara Schumann at the piano (1).jpg

Robert Alexander Schumann

(1810-1856)

 

“(…) Depois de casados, a ligação entre Clara e Robert manteve-se intensa e profunda. Oito filhos e todos os problemas de uma família normal não impediram que os dois trabalhassem activamente: ele compondo e ela apresentando-se nos principais centros europeus. Devido à sua carreira de concertista, Clara gozava de muito maior renome do que ele. Tratado muitas vezes como "marido de Clara Wieck", isso chegou a causar-lhe um certo abalo, mas nunca a ponto de prejudicar o seu relacionamento.Como compositor, nos anos seguintes, Schumann mostrou o seu interesse em dominar outros géneros que não apenas o pianístico. Estimulado por Clara, Liszt e outros amigos, criou várias partituras para música de câmara, uma ópera (Genoveva), a música incidental para o Manfredo, de Byron, e para o Fausto, de Goethe, além de três sinfonias, o Concerto para Piano e Orquestra em lá Menor, e o Concerto para Violoncelo e Orquestra, entre outras obras. (…)” (https://www.rtp.pt/antena2/geral/robert-schumann_1908)

 

Robert Schumann: Ópera “Genoveva" - Abertura, , Op. 81 (1846-1848)

 

Robert Schumann: Ópera “Genoveva", , Op. 81 - Act. I (1846-1848)

 

Robert Schumann: Ópera “Genoveva", , Op. 81 - Act. II (1846-1848)

 

 

Robert Schumann: Der Rose Pilgerfahrt para Vozes solistas, Coro, e Orquestra, Op. 112 - No. 5 (1851)

 

Robert Schumann: Fantasiestücke para Clarinete (ou Violino, ou Violoncelo) e Piano, Opus 73. (1849)

 

Robert Schumann: Drei Romanzen para Oboé (ou Violino, ou Clarinete) e Piano, Opus 94. (1849)

 

Robert Schumann: Quarteto para Piano em Mi bemol maior, Opus 47. (1842)

 

Robert Schumann: Abertura e música incidental para Nanfred”

 

Robert Schumann: Concerto para Quatro Trompas e Orquestra

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:29 link do post
25 de Março de 2021

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Robert Schumann 1 (3).jpg

Robert Alexander Schumann

(1810-1856)

 

“(…) O conflito durou quatro longos anos, culminando com uma demanda judicial, em que Schumann solicitava às autoridades permissão para o casamento, não obstante a oposição do pai da noiva. 

Finalmente, Schumann ganhou a causa e, a 12 de Setembro de 1840, casou-se com Clara. Apesar de todo o desgaste que o conflito com Wieck lhe causou, Schumann não deixou de lado o trabalho criativo, e depois de casados, a ligação entre Clara e Robert manteve-se intensa e profunda. (…)” (https://www.rtp.pt/antena2/geral/robert-schumann_1908)

 

Robert Schumann: Fantasiestücke para Clarinete (ou Violino, ou Violoncelo) e Piano, Op. 73 (1849)

 

Robert Schumann: Carnaval, Op. 9 - Promenade

 

Robert Schumann: 6 Studien für den Pedal-Flügel, Op. 56 - No. 3 em Mi maior (1845)

 

Robert Schumann: 6 Studien für den Pedal-Flügel, Op. 56 - No.6, em Si maior (1845)

 

Robert Schumann: Seis Fugas Sobre o nome de "BACH", Op. 60 - No. 3 em Sol menor (1845)

 

1318-1Robert Schumann: Seis Fugas Sobre o nome de "BACH", Op. 60 - No. 5 em Fá maior (1845)

 

Robert Schumann: Seis Fugas Sobre o nome de "BACH", Op. 60 - No. 6 em Si bemol maior (1845)

 

 

Fale comigo.

Também no Facebook!

publicado por Musikes às 07:31 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Identifico-me totalmente com o argumento deste pos...
Obrigado pelas suas palavras.Viverá para sempre na...
Para mim, a canção mais bonita cantada em lingua p...
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
blogs SAPO