Em cada um reside a fonte da partilha, e seja ela um dom ou não, deixa-me semear no teu ser o prazer da Música. Ela tem inspirado o Homem no revelar o seu pensamento, o interpretar e sentir o Universo ao longo de milénios. Bem vindo!
18 de Abril de 2019

Após uma pausa, eis-nos de volta às viagens pelo romantismo do século XIX.

Se bem te lembras, achava-nos na companhia do compositor Johannes Brahms.

 

Continuemos, então, a desbravar a sua vida e obra.

 

Boas audições!

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Johannes Brahms

(1833-1897)

 

“(…) Foi convidado pela princesa de Lippe-Detmold, para dirigir o coro da corte durante o inverno. Nessa época criou diversas obras, entre elas, o “Concerto Nº 1 em Ré Menor para Piano e Orquestra”. Até 1859 trabalha na direção do coral de Detmold e de Hamburgo. Passa longo período ocupado com a composição e edição de suas obras. Em 1862, transfere-se para Viena, onde passa a maior parte de sua vida. (…)” (https://www.ebiografia.com/johannes_brahms/)

 

Johannes Brahms: Piano Concerto #1 In D Minor, Op. 15 - 1. Maestoso

 

Johannes Brahms: Piano Concerto #1 In D Minor, Op. 15 - 2. Adagio

 

Johannes Brahms: Piano Concerto #1 In D Minor, Op. 15 - 3. Rondo: Allegro Non Troppo

 

Johannes Brahms: Hungarian Dance #21 In E Minor

 

Johannes Brahms: Hungarian Dance #2, WoO 1/2

 

Johannes Brahms: 4 Ballades, Op. 10 - 4. Andante Con Moto

 

 

 

Segue o Musikes no...

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 19:38 link do post
07 de Março de 2019

Os jardins musicais são imensos e belos, de sonoridades sublimes e profundas.

O romântico não só exprime o seu eu, como quer abraçar o Mundo e o Universo, e é nesse intento que o século XIX nos legou uma fecunda obra musical.

 

Retirando mais um volume desta grande estante musical que é o século XIX,Desta vez, proponho um grande compositor que se também se destacou na cidade de  Viena.

 

Boas audições!

 

 

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Johannes Brahms

(1833-1897)

 

“Um dos mais destacados compositores do romantismo musical europeu do século 19, o alemão Johannes Brahms foi considerado pelo pianista e professor Hans von Bülow um dos pilares da música clássica, formando, com Bach e Beethoven, o tripé “três Bs”. Grande nome da cultura alemã, Brahms dedicou-se a quase todos os gêneros – exceto ópera e balé – e, para muitos, foi o sucessor de Beethoven, tanto que sua primeira sinfonia recebeu a alcunha de “Décima de Beethoven”.” (http://blog.fritzdobbert.com.br/pianistas/johannes-brahms-2/#content)

 

Johannes Brahms: Symphony No. 1 in C minor, Op. 68

 

 

“Brahms foi também um continuador da obra de Schubert, como compositor de lieder (canções), pois escreveu cerca de 200 delas. Além disso, contribuiu para a divulgação da música de Bach, quando ainda não era muito valorizada em Viena.” (http://blog.fritzdobbert.com.br/pianistas/johannes-brahms-2/#content)

 

Johannes Brahms - 12 Lieder

 

 

Segue o Musikes no...

Facebook  Twitter  Padlet

publicado por Musikes às 11:52 link do post
25 de Fevereiro de 2019

GRANDES MÚSICAS… GRANDES ÉPOCAS!...

 

 

Séc. XIX - O Romantismo

(1810-1910)

 

Johann Strauss II

(1825-1899)

 

“(… )Johann Strauss Jr. morreu, em Viena, no dia 3 de junho de 1899, poucos meses antes dos 50 anos da morte do pai. (…)” (https://www.portalsaofrancisco.com.br/biografias/johann-strauss-ii)

 

Johann Strauss II (Junior): Vals del Emperador, Op 437

 

Johann Strauss II (Junior): Cuentos de los bosques de Viena, Op 235

 

 

“(… )A maior contribuição de Strauss Jr. – e, por extensão, da família Strauss – à música não se enquadra na concepção atual de “música erudita”, no sentido de um Bach, de um Beethoven.

De fato, a música dos Strauss sempre foi, por definição, uma música popular, mesmo quando dançada nos salões do imperador:ritmos contagiantes, memoráveis melodias, alegria inebriante. Nessas valsas, não há muito o que pensar, o que refletir. O que interessa é dançar, aproveitar o momento, sentir a vertigem dos rodopios e a alegria de viver à vienense. (…)” (https://www.portalsaofrancisco.com.br/biografias/johann-strauss-ii)

 

Colecção

The Best of Strauss

publicado por Musikes às 12:39 link do post
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Ola! ☺️Saudações Musikes! 🤗Claro que me lembro! Co...
Olá Pedro,Como estás? Eu sou a Alda, a colega que ...
è Natal, é Natal....As mais belas canções de Natal...
Quando estou triste, paro e medito...Quando estou ...
A música é, sem dúvida, o alimento da alma... das ...
blogs SAPO